Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

À sombra do grande cedro-do-líbano, na Baumhaus

Escapar

  • 333

No Porto, uma casa senhorial do século XIX com um lindíssimo jardim nas traseiras foi transformada num conjunto de apartamentos – até o antigo soalho serviu para fazer prateleiras e cadeiras

Os apartamentos da Baumhaus têm todos nomes de artistas: Pomar, Almada, Nadir, Paula, Julião, Pousão, Vieira, Manuel e Emmerico. Foram eles que inspiraram a decoração dos quartos

Os apartamentos da Baumhaus têm todos nomes de artistas: Pomar, Almada, Nadir, Paula, Julião, Pousão, Vieira, Manuel e Emmerico. Foram eles que inspiraram a decoração dos quartos

João Morgado

A casa é muito mais do que uma “casa na árvore”, a tradução da palavra alemã Baumhaus, que dá nome a um projeto de apartamentos turísticos do Porto, nascido há um ano, na zona da Boavista. A árvore está lá, de facto, no belíssimo jardim das traseiras, embora não tenha aquela casa de madeira do nosso imaginário infantil. É, antes, um grande cedro-do-líbano, que garante a sombra, importante nestes dias de verão e na qual podemos beber um copo de vinho do Porto (ou maduro) com que os clientes são brindados à chegada.

Esta antiga casa senhorial do século XIX, onde chegou a funcionar um colégio, transformou-se num conjunto de nove apartamentos (T0 e T1), dividos por cinco pisos. Todos possuem nomes de artistas: (Júlio) Pomar, Almada (Negreiros), Nadir (Afonso), (Henrique) Pousão, Vieira (da Silva), Manuel (Cargaleiro), Julião (Sarmento), Paula (Rego) e Emmerico (Nunes). O nome dos apartamentos é subtil, “inspirou a decoração de cada quarto”, revela Ana Coelho, a arquiteta responsável pela reabilitação do edifício, pela decoração e também pela gestão. Manteve-se a escadaria interior, a claraboia, os estuques, a pedra. Até o soalho, em pinho de riga, foi reaproveitado para a construção de mobiliário (sobretudo prateleiras e cadeiras). O chão das casas de banho e do corredor que nos conduz ao jardim – onde existem árvores de fruto como maracujás, kiwis e framboesas – foi revestido com mosaicos hidráulicos. “Assumimos a linguagem contemporânea apenas no que foi construído de novo”, continua Ana Coelho.

Os apartamentos da Baumhaus têm todo o conforto que o visitante precisa: quartos espaçosos e muito bem decorados (alguns com varanda), cozinha com todos os utensílios necessários à preparação de refeições. A Baumhaus não serve pequeno-almoço, mas à disposição há sempre água, café, sal e azeite. Assim como clássicos da literatura, espalhados entre aqui e acolá, lápis de cor e jogos (mikado e dominó) para entreter as crianças (e adultos). Dispersos, tal e qual como em nossa casa, pois.

A antiga casa senhorial do século XIX é agora um conjunto de nove apartamentos

A antiga casa senhorial do século XIX é agora um conjunto de nove apartamentos

João Morgado

Baumhaus > R. da Boavista, 781, Porto > T. 91 549 5579/91 021 3718 > T0 a partir €120, T1 a partir €140