Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Doze citrinos de que nunca ouviu falar...

Visão Se7e

  • 333

Kucle, bergamota, etrog, tangor, calamansi, pursha são alguns dos citrinos pouco conhecidos, em Portugal, mas que o chefe  Vincent Farges nos apresentou. E ainda nos deu duas receitas

São doze os critrinos que Vincent Farges, 40 anos, põe na mesa para a Visão Sete provar e fotografar. Variedades desconhecidas entre nós, mas que o chefe executivo do Hotel e Restaurante da Fortaleza do Guincho, em Cascais, não dispensa, nas suas criações gastronómicas.
1 / 17

São doze os critrinos que Vincent Farges, 40 anos, põe na mesa para a Visão Sete provar e fotografar. Variedades desconhecidas entre nós, mas que o chefe executivo do Hotel e Restaurante da Fortaleza do Guincho, em Cascais, não dispensa, nas suas criações gastronómicas.

Todas podem ser congeladas e, na altura de as comprar, é preciso estar atento à sua cor (deve ser brilhante), à presença de rama (para melhor conservação), ao seu perfume (esfregue a pele e cheire) e se não apresentam manchas.
2 / 17

Todas podem ser congeladas e, na altura de as comprar, é preciso estar atento à sua cor (deve ser brilhante), à presença de rama (para melhor conservação), ao seu perfume (esfregue a pele e cheire) e se não apresentam manchas.

Cidra - Se for utilizada na sua versão laminada, fica muito bem em pratos de favas (acrescente hortelã, alho e azeite).
3 / 17

Cidra - Se for utilizada na sua versão laminada, fica muito bem em pratos de favas (acrescente hortelã, alho e azeite).

Kucle - Resulta do cruzamento entre a clementina e o kumquat. Sabor adocicado, pouco amargo. Cru é excelente.
4 / 17

Kucle - Resulta do cruzamento entre a clementina e o kumquat. Sabor adocicado, pouco amargo. Cru é excelente.

Pursha - Este pequeno citrino de sabor doce alimonado, se utilizado em verde, é ideal para fazer bebidas alcoólicas. Também fica bem em doces.
5 / 17

Pursha - Este pequeno citrino de sabor doce alimonado, se utilizado em verde, é ideal para fazer bebidas alcoólicas. Também fica bem em doces.

Bergamota - Uma das especialidades mais caras. É com ela que se faz, por exemplo, a água de colónia e o chá Earl Grey. Utiliza-se inteira, em sumo e aproveitando-se as raspas.
6 / 17

Bergamota - Uma das especialidades mais caras. É com ela que se faz, por exemplo, a água de colónia e o chá Earl Grey. Utiliza-se inteira, em sumo e aproveitando-se as raspas.

Limequats - Tem origem americana, apresenta uma pele fina e liga bem com aperitivos.
7 / 17

Limequats - Tem origem americana, apresenta uma pele fina e liga bem com aperitivos.

Citrus medica crispifolia - Pouco utilizada, o tamanho, em versão XL, é uma das suas principais características. O interior é crocante.
8 / 17

Citrus medica crispifolia - Pouco utilizada, o tamanho, em versão XL, é uma das suas principais características. O interior é crocante.

Etrog - É uma das variedades colhidas da cidreira, com a casca grossa e um sabor amargo.
9 / 17

Etrog - É uma das variedades colhidas da cidreira, com a casca grossa e um sabor amargo.

Pêra cidra - Ideal para confecionar um carpaccio ou sashimi de peixe. Tem uma textura crocante.
10 / 17

Pêra cidra - Ideal para confecionar um carpaccio ou sashimi de peixe. Tem uma textura crocante.

Limão amalfitano - É das versões mais clássicas do limão. Com um sabor muito perfumado, é utilizado na confeção do Limoncello.
11 / 17

Limão amalfitano - É das versões mais clássicas do limão. Com um sabor muito perfumado, é utilizado na confeção do Limoncello.

Calamansi - De sabor amargo, é um bom acompanhante do foie gras. Garante um bom equilíbrio entre o ácido e o doce.
12 / 17

Calamansi - De sabor amargo, é um bom acompanhante do foie gras. Garante um bom equilíbrio entre o ácido e o doce.

Lima de Rangpur - Assemelha-se a uma laranja pela cor, mas é uma lima de origem indiana.
13 / 17

Lima de Rangpur - Assemelha-se a uma laranja pela cor, mas é uma lima de origem indiana.

Tangor - De casca muito colorida, é um híbrido entre a laranja e a tangerina. Vincent Farges costuma usá-lo inteiro, em puré e/ou sumo fresco.
14 / 17

Tangor - De casca muito colorida, é um híbrido entre a laranja e a tangerina. Vincent Farges costuma usá-lo inteiro, em puré e/ou sumo fresco.

Agora, divirta-se e experimente cozinhá-los! Como fez o Chefe nas duas receitas que lhe apresentamos de seguida.
15 / 17

Agora, divirta-se e experimente cozinhá-los! Como fez o Chefe nas duas receitas que lhe apresentamos de seguida.

Receita 1 - Sablé de maçã verde com limequat e pimenta de sarawak.
16 / 17

Receita 1 - Sablé de maçã verde com limequat e pimenta de sarawak.

Receita 2 - Cenouras da Quinta do Poial glaceado com seu sumo perfumado com galanga, puré kucle-cenouras.
17 / 17

Receita 2 - Cenouras da Quinta do Poial glaceado com seu sumo perfumado com galanga, puré kucle-cenouras.

Doze é este o número de critrinos que Vincent Farges, 40 anos, põe na mesa para a Visão Sete provar e fotografar.

Variedades desconhecidas entre nós, mas que o chefe executivo do Hotel e Restaurante da Fortaleza do Guincho, em Cascais, não dispensa, nas suas criações gastronómicas.

Todas podem ser congeladas e, na altura de as comprar, é preciso estar atento à sua cor (deve ser brilhante), à presença de rama (para melhor conservação), ao seu perfume (esfregue a pele e cheire) e se não apresentam manchas.

Aprenda você mesmo.

RECEITAS:

(Clique no nome do prato para conhecer a receita completa)