Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Design à guitarra

Visão Se7e

  • 333

A estreia da Malabar Malabar Emotional Design é feita com guitarras forradas a azulejo e a filigrana

Vista sobre Praga, a partir da Torre de Petrín
1 / 10

Vista sobre Praga, a partir da Torre de Petrín

Amanhecer em Praga
2 / 10

Amanhecer em Praga

Charles Bridge, com vista para a Basílica de Praga
3 / 10

Charles Bridge, com vista para a Basílica de Praga

Vista sobre a cidade, dos jardins de Furstenberg
4 / 10

Vista sobre a cidade, dos jardins de Furstenberg

Rio Moldava, o rio que atravessa Praga
5 / 10

Rio Moldava, o rio que atravessa Praga

Fim do dia em Praga
6 / 10

Fim do dia em Praga

Pôr-do-sol sobre a Charles Bridge
7 / 10

Pôr-do-sol sobre a Charles Bridge

A noite chuvosa sobre a Charles Bridge
8 / 10

A noite chuvosa sobre a Charles Bridge

A noite chuvosa sobre a Charles Bridge
9 / 10

A noite chuvosa sobre a Charles Bridge

A noite chuvosa sobre a Charles Bridge
10 / 10

A noite chuvosa sobre a Charles Bridge

A coleção de guitarras portuguesas Tudo isto é... é a primeira da nova marca nacional Malabar Emotional Design, lançada no The Oporto Show, que acaba de abrir a sua primeira Pop Up Gallery, na Fábrica ASA, em Guimarães.  

"É, sobretudo, uma plataforma de design" explica José Guilherme, responsável pelo seu desenvolvimento e um dos dez elementos (entre arquitetos, designers e gestores) que constituem o projeto. A Malabar quer apostar no design português de qualidade, manual, com cuidado nos detalhes, usando materiais nobres associados a parceiros que ainda produzam sob os conceitos artesanais.

Esse cuidado nota-se nesta primeira coleção de guitarras portuguesas, que será desenvolvida sob duas formas: uma com criações exclusivas de autores (21 no total) onde se incluem nomes destacados de diferentes áreas, e outra sob a autoria de designers internos da marca, seguindo os mesmos princípios.

Neste caso já foram lançadas as guitarras de filigrana com prata real ("branca, dourada, preta e prateada feita num trabalho artesanal de ourivesaria portuguesa"), e a de azulejos ("fazendo uma junção de vários tipos de azulejos tradicionais portugueses"). Mas um dos maiores destaques serão, com certeza, as guitarras de mais de duas dezenas de personalidades.

Embora algumas ainda estejam em desenvolvimento como a de Siza Vieira, Joana Vasconcelos, Miguel Vieira e Manuel João Vieira, que deverão estar concluídas até julho já foram apresentadas as de Eugénio Campos, Miguel Januário, Marco Sousa, Nini Andrade Silva, Sofia Leitão, José Cardoso, Ana Vidigal, Catarina Pestana, Fabrízio Matos, Isaque Pinheiro e João Pedro Vale. Depois de Guimarães, as peças vão percorrer Lisboa, Londres, Paris numa exposição itinerante.

O próximo projeto já está em curso: uma linha limitada de peças de mobiliário, a World Architets. Mais informações em www.malabar.com.pt.