Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Democratizar a arte

Visão Se7e

  • 333

A Carré d'Artistes é uma galeria de arte contemporânea "a preços acessíveis". O conceito chegou a Lisboa

O nome é francês pois foi em Aix-au-Provence, capital da Provença francesa, que abriu a primeira Carré d'Artistes. No dia 11 de setembro de 2001 a data tem o seu quê de curioso inaugurava uma galeria de arte que resultava da vontade de um grupo de artistas em fazer chegar o seu trabalho às pessoas, num mercado difícil de entrar ou até inacessível.

O conceito era simples: arte "acessível para todos". Como? Com quadros de formato mais pequeno, de tamanho e preço predefinidos, igual para todos os artistas. Hoje são cerca de 400 artistas de diferentes nacionalidades que expõem nas 17 galerias Carré d'Artistes dez em França e sete espalhadas por Alemanha, Espanha, Holanda, Inglaterra, Brasil e agora Portugal. Em breve, Nova Iorque, Dubai e Bruxelas terão a sua.

A Carré d'Artistes Lisboa abriu no Chiado, na calçada do Sacramento, pela mão de Luís Costa Matos, cujo percurso profissional esteve ligado à galeria Way of Arts, na linha de Cascais. É ele quem nos vai explicando aquilo considera ser uma "mini mini mini revolução" na forma de fazer chegar boa pintura a preços acessíveis aos portugueses, "contribuindo para a sustentabilidade e projeção dos artistas" que, da forma dita clássica, não seria viável. "Todos veem os seus trabalhos expostos em dez países diferentes. De outra maneira isto nunca seria possível!", remata.

Cada artista contribui, no mínimo, com 10 quadros em 4 formatos (10, 15, 20 e 30 cm), cujos preços são iguais em todos os países (65, 107, 178 e 316 euros, respetivamente), com exceção na Alemanha (2 euros mais caros, porque será?!). Isto signifi ca que são cerca de 800 pinturas -de técnicas tão distintas como lápis, cera, colagem, serigrafi a ou tinta para apreciar, mas não de mãos atrás das costas.

Podem tirar-se dos expositores e até ensaiar, em montras de experimentação, como é que ficaria na parede lá de casa. A cada mês, há um artista que parte e outro que chega e, no fi nal de fevereiro, três nomes portugueses vão juntar-se a franceses, espanhóis, checos, búlgaros, cubanos, argentinos, entre tantos outros. Os quadros, certifi cados, estão prontos a pendurar, mas também se vendem molduras, caso queira emoldurar a sua (primeira) obra de arte!

 

CARRÉ D'ARTISTES

Cç. Sacramento, 29, Lisboa

Seg-Sáb 11h-20h

www.facebook.com/carredartistes.portugal