Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Sobri: Roupa portuguesa inspirada na cortiça

Comprar

A marca de roupa portuguesa Sobri, feita com materiais sustentáveis como a cortiça, tem uma loja temporária no Porto, que é também um wine bar

Além da roupa, mostram-se as primeiras peças de mobiliário da Sobri, acessórios e cerâmica

Além da roupa, mostram-se as primeiras peças de mobiliário da Sobri, acessórios e cerâmica

Fernando Veludo/NFactos

A ligação entre o vinho, a cortiça e Portugal vem de longe. Nas paredes da loja temporária da Sobri, cartazes publicitários antigos dão conta da promoção feita dentro e fora de portas desse produto bem português, retirado da casca do sobreiro, com um potencial que vai além das rolhas. Essa foi a crença de Cristiana Rebelo e David Sobrinho, quando lançaram a marca, em abril de 2018, primeiro só com roupa street wear, feita com algodão orgânico, a que acrescentavam pormenores de pele de cortiça preta, semelhante a couro, seja no remate do bolso de uma sweatshirt (€75) seja no número de série aplicado nas costas de uma t-shirt (€30 a €36). “São apontamentos que dão um valor diferente às peças, pouco visto”, sublinha Cristiana. Para promover a Sobri, nada melhor do que associá-la ao vinho português, de diferentes regiões, com um wine bar. A funcionar até ao final do ano, servem também tábuas de queijos e enchidos (€12 a €16), para acompanhar.

Fernando Veludo/NFactos

Ali, expostos, estão os diferentes produtos da marca, feitos de materiais amigos do ambiente. Além da roupa, unissexo, mostram-se as primeiras peças de mobiliário – um banco alto e outro baixo, disponíveis por encomenda (€400 e €350) –, acessórios como bonés, porta-cartões e carteiras (€36, €35, €20), assim como cerâmica com pequenos defeitos (€10 a €30), assumidos em diferentes línguas – broken, fissuré, entre outras palavras. “Procuramos que a sustentabilidade esteja em todo o processo de construção da marca, tanto na escolha dos materiais como na escolha de pequenas empresas portuguesas para o fabrico, que funcionam de forma ética, com as quais temos uma relação de proximidade”, acentua Cristiana. Outros produtos serão lançados em breve, como as boinas de lã feitas em parceria com a Chapelaria Centro da Moda, casa antiga do Porto, aberta em 1897.

Cristiana Rebelo, uma das caras da Sobri

Cristiana Rebelo, uma das caras da Sobri

Fernando Veludo/NFactos

Sobri > R. Cimo de Vila, 41, Porto > ter-sáb 15h-21h > sweats €75, t-shirts €30 a €36