Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Espacio Jhannia Castro, no Porto: Reduto das artes

Comprar

A fotografia de autor, o design e os livros de artista juntam-se no Espacio Jhannia Castro, a nova loja-galeria no Quarteirão de Bombarda, no Porto

A fotografia está em destaque, com exposições a acompanhar as inaugurações simultâneas da Miguel Bombarda. A partir de 9 de março, mostram-se trabalhos do fotógrafo alemão Andréas Lang

A fotografia está em destaque, com exposições a acompanhar as inaugurações simultâneas da Miguel Bombarda. A partir de 9 de março, mostram-se trabalhos do fotógrafo alemão Andréas Lang

Lucilia Monteiro

É um espacio (assim mesmo, em espanhol), esta nova loja-galeria, feita à imagem de Jhannia Castro, que reflete muito o seu percurso profissional. A fotografia está em grande plano, com exposições a acompanhar o calendário das inaugurações simultâneas da Miguel Bombarda – até 2 de março, está patente a mostra Cris dans la Nuit, de Guy Monnet. “Sou uma amante da fotografia clássica, a preto-e-branco”, admite Jhannia, embora pretenda expor outro tipo de trabalhos de autores contemporâneos. A venezuelana chegou a Barcelona para estudar arquitetura e por lá viveu durante mais de 20 anos. Até 2008, trabalhou na revista espanhola Arquitectura y Diseño e, enquanto responsável pelo styling das casas fotografadas, deslocou-se por várias vezes a Portugal. “Comecei por Braga e cheguei até ao Alentejo. Gostei muito do País e conheci muitas pessoas”, conta. Ainda viveu em Milão até perceber que não era preciso permanecer por lá para manter uma proximidade com a arquitetura e a decoração. Foi então que a mudança para o Porto começou a ganhar forma. “A cidade ficou muito diferente nos últimos anos, mas o crescimento não será desastroso, porque não há outro caminho senão a reabilitação”, acredita Jhannia. A zona da Miguel Bombarda e das galerias de arte era a ideal para ela se fixar e abrir uma loja, onde pudesse dar largas aos seus interesses.

A escolha criteriosa dos produtos à venda está à vista. Peças em cristal de Murano, assinadas por Ettore Sottsass (e numeradas), figura de relevo do grupo de designers Memphis Milano, criado em 1980; várias cadeiras, originais, de Michael Thonet, pioneiro no desenvolvimento de modelos com madeira curvada, no século XIX; e ainda um conjunto de máscaras africanas, do Mali à República do Congo. Outra aposta são os livros de artista e de arte, essencialmente de quatro editoras: Tristan Barbarà, Artika, Enciclopèdia Art e Assouline. Obras de grande valor, com um design cuidado, de autores como Antoni Tàpies, Jaume Plensa ou Fernando Botero, a pensar nos colecionadores.

Espacio Jhannia Castro > R. Adolfo Casais Monteiro, 16, Porto > T. 93 478 8974 > seg-sáb 10h-13h, 15h30-19h30