Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

A Collectors Marvila by Vintage Department, em Lisboa, é uma arca de tesouros

Comprar

Em Marvila, o bairro lisboeta do momento, acaba de abrir a Collectors Marvila by Vintage Department, um projeto que cruza design, artes, “street food” e, sobretudo, vontade de mudar a cidade

O Collectors Marvila junta peças de design da loja Vintage Department a projetos de artistas e marcas, como a Studio Astolfi e a Banema
1 / 4

O Collectors Marvila junta peças de design da loja Vintage Department a projetos de artistas e marcas, como a Studio Astolfi e a Banema

Luís Barra

2 / 4

Luís Barra

3 / 4

Luís Barra

4 / 4

Luís Barra

Numa Lisboa com cada vez mais ideias, mas cada vez menos metros quadrados, Alma Mollemans e Emily Plaister Tomé, os donos da loja de mobiliário e design Vintage Department, pensaram tão grande quanto um armazém de dois andares em Marvila. Depois do Príncipe Real, do Porto e da Comporta, o casal de colecionadores junta-se agora a outras marcas de design e a artistas com que se identifica. “Quisemos que o Collectors Marvila acrescentasse alguma coisa de novo a esta zona e que nos permitisse testar a ideia de estar fora dos lugares tradicionais”, explica o holandês Alma Mollemans na inauguração, no passado dia 22. “O espaço é temporário, por isso os artistas e as marcas não pagam renda, mas trazem pessoas diferentes para descobrirem as peças e dinamizarem o bairro de outra forma”, acrescenta.

Quem passar pelo open space vai, assim, encontrar a estética nórdica, assinatura da loja Vintage Department, rodeada de outros objetos, como os prints fotográficos da Yellow Korner, a elegância dos vidros da Babled Design, os candeeiros e outros achados vintage da Mid Mod, e o minucioso trabalho de madeira feito pela Banema. Há ainda uma área reservada a João Barbado (que no ano passado encerrou a galeria com o seu nome, dedicada exclusivamente à fotografia) e ateliers onde vão morar projetos, como o Studio Astolfi, da designer e artista Joana Astolfi, e O Barbudo Aborrecido, que é como quem diz o macramé de Vasco Águas. “É uma loja com uma vibe própria e que vai ser capaz de atrair pessoas em todos os dias da semana”, diz ainda Alma Mollemans. Logo à entrada, mais uma razão que o confirma: a rulote do Foodtruck Ilegítimo, escolhida com a ajuda de Miguel Júdice, do Grupo Lágrimas, serve street food com personalidade. De segunda a sexta-feira, provam-se hambúrgueres artesanais e bowls de comida saudável e, ao fim de semana, há quiches francesas e também sobremesas do Ponto Mais Doce da Cidade, gelados da Paletaria e cervejas artesanais de Marvila – ou não estivéssemos em pleno beer district. Quinzenalmente, o Ilegítimo vai organizar jantares pop up numa das salas do Collectors, sempre com sabores diferentes para descobrir.

Collectors Marvila > R. Pereira Henriques, 6, Lisboa > seg-dom 11h-20h