Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Pelcor, ao ritmo da cortiça

Comprar

  • 333

Das carteiras e malas aos objetos para a casa ou à linha de acessórios para cães, a marca portuguesa Pelcor reúne todas as suas peças na nova loja do Príncipe Real, em Lisboa

A única loja da Pelcor em Lisboa abriu portas no Príncipe Real

A única loja da Pelcor em Lisboa abriu portas no Príncipe Real

Filipe Ferreira

Na fachada pintada de cinzento, as grandes montras da nova loja Pelcor estão decoradas com malas, carteiras, sacos de golfe e bonés coloridos, tudo feito de cortiça. No pátio do Tijolo, numa das zonas mais comerciais de Lisboa, o Príncipe Real, é quase impossível não se dar por ela. Fechada a loja da Baixa (funcionará aí apenas o ateliê), esta é agora a única da marca na cidade.

A originalidade do conceito, deve-a a Eduarda Abbondanza, diretora da ModaLisboa, e a arquitetura de interiores, à Mood Design. Foi desta aliança criativa que nasceu esta loja de 120 metros quadrados e linhas arquitetónicas simples que querem deixar brilhar o que realmente importa: as criações originais que a Pelcor tem vindo a desenvolver desde que foi criada por Sandra Correia, em 2000, em São Brás de Alportel, no Algarve. A parede do fundo foi forrada a cortiça em bruto, um pormenor que homenageia a matéria- -prima da marca.

Logo à entrada fica a área de exposição com as novidades da Pelcor. Por estes dias, já ali repousam nas prateleiras brancas as propostas para o outono/inverno 2016: carteiras, malas, mochilas e clutches, com sugestivos nomes de planetas, Mars, Mercury ou Neptune, em tons de verde-esmeralda, na cor natural da cortiça e roxo, com combinações de texturas e detalhes originais.

Depois, é preciso explorar o lado oposto à entrada, onde se encontram todas as outras peças da marca: material de escritório, com canetas e cadernos, sacos de golfe, aventais, bonés, porta-chaves, capas para tablets e, ainda, a linha de acessórios para cães, que tem trelas e coleiras, propostas certas para uma loja que é pet-friendly. Aí fica também uma mesa de tamanho familiar, que, além de servir de expositor, convida os clientes a sentarem-se e a tomarem um café orgânico. Um canto onde se podem deixar estar à conversa e assistir, numa televisão, ao filme que mostra todo o processo de fabrico da Pelcor, do sobreiro às peças finais. Uma loja ao ritmo sem pressas da cortiça.

Uma grande mesa serve de expositor e convida os clientes a sentarem-se e tomarem um café orgânico

Uma grande mesa serve de expositor e convida os clientes a sentarem-se e tomarem um café orgânico

Filipe Ferreira

Pelcor > Pátio do Tijolo, lj. 4, Lisboa > T. 21 886 4205 > seg-sáb 10h-19h