Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Esporão Private Selection: Dois vinhos de eleição

Comer e beber

Olhando só ao preço, dir-se-ão caros, mas, atendendo à qualidade, são dos vinhos mais em conta que há no mercado. A opinião do crítico gastronómico da VISÃO Se7e, Manuel Gonçalves da Silva, sobre o Esporão Private Selection branco e tinto

Toda a gente sabe que o Esporão produz muitos e bons vinhos, quer no Alentejo, onde nasceu o projeto, quer no Douro, para onde irradiou. O portefólio tem soluções sérias, tanto para o dia a dia como para as ocasiões especiais. Acabam de chegar ao mercado o Esporão Private Selection Branco 2017 e o Esporão Private Selection Tinto 2014, que já são dois clássicos, marcados pela elegância e pelo caráter do terroir de onde provêm: o primeiro da vinha das Palmeiras e o segundo das vinhas do Canto de Zé Cruz, do Telheiro e das Palmeiras, todas na Herdade dos Perdigões, Alentejo. O Private Selection Branco nasceu em 2001 com o intuito de “criar um vinho branco alentejano marcante, que desafiasse o perfil clássico dos vinhos brancos do Alentejo”.

David Baverstock é o enólogo responsável pela ideia de plantar a casta Semillon, que enobrece Bordéus e também dá grandes brancos em Barossa Valley, na Austrália, de onde é natural, para fazer o tal branco do Alentejo diferente dos outros. Foi feliz, ele, e foram-no todos os enófilos. Veja-se o vinho da colheita de 2017, como é intenso, rico, untuoso, cativante. E repare-se também no preço, tão atrativo. O Esporão Private Selection Tinto deriva do Garrafeira Tinto, criado em 1987. Nem esta marca nem o vinho convenceram David Bavestock, que o queria mais estruturado. Apostou noutras castas, Syrah e Alicante Bouschet, e, em 2000, apresentou o Esporão Private Selection Tinto que havia de crescer ainda mais quando passou a ser vinificado na nova adega e a estagiar em barricas novas de carvalho-francês. A colheita de 2014 mostra-o no seu melhor: equilibrado e rico com final longo, persistente e muito elegante.

Esporão Private Selection Branco 2017
Monocasta Semillon de uma vinha plantada há 22 anos na Herdade dos Perdigões, propriedade do Esporão, vinificado com fermentação em barricas de carvalho-francês com 550 litros e estágio sobre as borras para lhe acentuar a cremosidade e a profundidade. Tem aspeto brilhante, cor amarelo-palha, aroma a fruta de polpa branca e a citrinos com notas de especiarias, um toque floral e leve tosta, paladar intenso, cremoso, algo irreverente, a prometer crescimento, exuberância e vida. €19,99

Esporão Private Selection Tinto 2014
Uvas de três castas, Alicante Bouschet, Aragonez e Syrah, vinificadas e estagiadas em separado, para um vinho de cor granada muito viva e profunda, aroma complexo dominado pelos frutos pretos maduros com notas de especiarias e ligeiro tostado da barrica, paladar intenso, firme e ao mesmo tempo sedoso, com grande estrutura e muito equilíbrio, taninos finos, boa acidez, tudo na medida certa. Vai ser grande. €49