Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Gadanha Mercearia & Restaurante, em Estremoz: Qualidade ao balcão e à mesa

Comer e beber

Restaurante original, onde se presta tributo aos produtos de qualidade e se homenageiam os seus sabores. A opinião do crítico gastronómico da VISÃO Se7e, Manuel Gonçalves da Silva, sobre o Gadanha Mercearia & Restaurante, em Estremoz

Além de restaurante, o Gadanha é mercearia com produtos gourmet muito variados e sugestivos, expostos à entrada e em volta do pequeno bar, que antecede a sala

Além de restaurante, o Gadanha é mercearia com produtos gourmet muito variados e sugestivos, expostos à entrada e em volta do pequeno bar, que antecede a sala

D.R.

Ao contrário da volatilidade que se vê por aí no mundo da restauração, chegamos ao Gadanha Mercearia & Restaurante, em Estremoz, e o que nos impressiona é a fidelidade aos princípios apregoados há seis anos, quando abriu, dando ênfase à qualidade das matérias-primas e à sua origem, preferencialmente local e regional; à técnica culinária, entendida como meio para valorizar os produtos; ao serviço atento, eficiente e cordial; e ao ambiente informal e tranquilo. Além de restaurante, é mercearia com produtos gourmet muito variados e sugestivos, expostos à entrada e em volta do pequeno bar, que antecede a sala, com a garrafeira omnipresente. É moderno, bonito, alegre, francamente convidativo.

As costeletas de borrego, com ervas aromáticas acompanham com migas

As costeletas de borrego, com ervas aromáticas acompanham com migas

D.R.

A ementa mantém grande parte dos pratos iniciais, renovando-se, no verão e no inverno, de forma a incluir pratos adequados à época, como sucede agora com a sopa fria, inspirada nos gaspachos alentejano e andaluz. As entradas são pensadas para partilhar desde a codorniz (desossada e frita com um molho rico, feito à base da respetiva carcaça) até à farinheira com ovinhos de codorniz (sobre esparregado) e aos croquetes de borrego (com maionese de alho assado) que compõem o trio favorito, mas há mais: como os pezinhos de coentrada (desossados, prensados à maneira da cabeça e xara e servidos em terrina, com o molho da cozedura e os coentros à parte). Nos pratos principais, o mil-folhas de bacalhau e presunto continua a ser o mais vendido, e isso justifica-se, porque é muito feliz a combinação do pequeno lombo do peixe confitado com o presunto, a salada de rúcula e o puré de grão; as bochechas de porco preto beneficiam da cozedura lenta, que lhes acentua a macieza e apura o sabor, bem como do molho estruturado com o suco da carne e da farinheira, muito guloso, e da boa esmagada de batata. Também se recomendam: o “nosso bacalhau”, lombo confitado no forno com crosta de broa, pão alentejano e ervas; o lombinho de porco preto, com um molho muito rico; o “bife cá de casa”, que é lombo de novilho, também com um molho excelente; as costeletas de borrego, com ervas aromáticas e migas; e as presas de porco preto, simplesmente grelhadas, com esmagada de batata e puré de maçã. Boas e variadas sobremesas, em especial o chocolate e avelã, de textura cremosa; o 1 000 folhas de massa folhada, com creme de chocolate, compota e sorbet de framboesas; as farófias crocantes, com morangos e creme inglês perfumado com manjericão; o duo crocante de manga e maracujá; a sericaia em versão original com estaladiço de canela e gelado de maçã assada. Garrafeira rica, centrada nos vinhos Estremoz e Borba e comedida nos preços.

Gadanha Mercearia & Restaurante > Lg. Dragões de Olivença, 84 A, Estremoz > T. 268 333 262 > ter-dom 12h30-15h, 19h30-22h30 > €35 (preço médio)