Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

7 sítios para ir comer caracóis em Lisboa

Comer e beber

A temporada está aberta e a VISÃO Se7e fez o trabalho de casa. Estas são as 7 casas em Lisboa, onde vale a pena sentar para comer uns caracóis e beber uma imperial bem fresquinha. Para o trio ficar completo, peça-se um cesto de pão torrado com manteiga

N'O Filho do Menino Júlio dos Caracóis, Vasco Rodrigues, filho do senhor Júlio, segue a receita com mai de 60 anos6

N'O Filho do Menino Júlio dos Caracóis, Vasco Rodrigues, filho do senhor Júlio, segue a receita com mai de 60 anos6

Mário João

1. O Filho do Menino Júlio dos Caracóis

É com uma receita antiga, com cerca de 60 anos, que n'O Filho do Menino Júlio dos Caracóis, perto de Chelas, se preparam os caracóis (€3,50, pires; €5, dose), provenientes de Portugal e Marrocos. Os primeiros, mais magros, chegam em fins de junho, os segundos, mais carnudos e, na opinião de Vasco Rodrigues, filho do senhor Júlio, os mais saborosos. A rotina repete-se todos os dias, a partir das 17 horas (sábados e domingos começam a sair às 16 e 30), desde a abertura da época do caracol, no início de abril, até à primeira semana de setembro. E tudo está pensado para preparar este petisco da melhor forma: há uma máquina especial para a sua lavagem e um fogão, criado à medida, específico para a cozedura. N'O Filho do Menino Júlio dos Caracóis, quando o sino toca sabe-se que está um tacho a sair, com eles bem saborosos. Com o molho, “que só falta vender ao balde”, diz Vasco Rodrigues, sai muito pão torrado e, claro, muitas imperiais. R. Vale Formoso de Cima, 140B, Lisboa > T. 21 859 6077 > ter-dom 12h-15h, 16h30-22h

2. Tabuense

Todos os dias, neste restaurante, aberto há mais de 30 anos em Alvalade, os primeiros pratos de caracóis (€7,50) e de caracoletas assadas com molho de alho e mostarda (€9,50) começam a sair a partir das 15 e 30. Acompanhados por torradas e imperais bem fresquinhas, vale a pena ficar na fila para saborear estes dois petiscos ou as amêijoas, o pica-pau e as moelas. Av. Av. do Brasil, 182, Lisboa > T. 21 849 0709 > seg-dom 7h-22h

3. Cervejaria Horácio 2

No Alto de Santa Catarina, em Linda-a-Velha, fora dos roteiros habituais, a cervejaria Horácio é um bom ponto de encontro para apreciadores de caracóis, bastante procurado, principalmente, aos fins-de-semana, depois da praia. Servido ao pires (€5,25) ou à travessa (€8,25), além dos caracóis, há ainda caracoletas (dose €9,25) acompanhadas por molho de manteiga, entre outros petiscos, como pica-pau de atum, moelas e perninhas de codorniz. R. Cláudio de Oliveira Bastos, 21 - Loja E, Linda-a-Velha > T. 21 414 5728 > ter 18h-22h30, qua-dom 12h-22h30

4. Novo Horizonte

Quando, há 57 anos, Ezequiel Gonzalez nasceu já o pai, Adolfo, servia caracóis. Feitos à moda algarvia, o mais simples possível, que hoje começam a sair a partir das 16 horas, em dose individual (pires) ou à travessa. No restaurante Novo Horizonte, em Algés, há ainda caracoleta assada com molho de manteiga, entre outros petiscos, como o choco frito, especialidade da casa, pica-pau ou moelas estufadas. Porque há quem ligue mais ao preço do que à qualidade dos caracóis, Ezequiel Gonzalez não revela quanto custam, deixando o convite para lá ir experimentar. R. General Humberto Delgado, 1A, Lisboa > T. 21 411 3602 > seg-sáb 8h-2h

No Boa Esperança, em Benfica, o caracol serve-se à travessa

No Boa Esperança, em Benfica, o caracol serve-se à travessa

Marcos Borga (MB)

5. Boa Esperança

“Há mil e uma maneiras de preparar caracóis. Esta é a nossa”, diz Joaquim Gomes, gerente da casa de petiscos Boa Esperança, aberta em Benfica há mais 50 anos. “Seguimos a receita tradicional e acrescentamos alguns truques. Mas não vai encontrar rodelas de chouriço ou de bacon”, garante o senhor Joaquim. As travessas (€8) começam a sair às 12 e 30. E deixamos ficam dois avisos: o primeiro é que estes 44 lugares são bastante concorridos; o segundo, é que os caracóis raramente chegam até à hora de encerramento. Por isso, há que chegar bem antes das 23 horas para garantir a dose. Para complementar, ou rematar o petisco, há amêijoas, salada de polvo ou de búzios. Av. Gomes Pereira, 3, Lisboa > T. 21 714 2341 >seg, qua-dom 12h30-23h

6. Edmundo

Conhecida pelos mariscos e pelo peixe fresco, na cervejaria Edmundo, em Benfica, os caracóis (€5,63, pires, €7,50 dose) voam à velocidade luz, principalmente ao fim de semana, quando há mais clientes. A cerveja e o pão torrado acompanham este ritmo acelerado, provando que este trio é um dos mais apreciados, depois de um dia de passeio ou de praia. Até ao final de julho, a partir das 17 e 30, há caracóis sempre a sair. Av. Gomes Pereira 1, Lisboa > T. 21 715 4502 > ter-dom 12h-2h

7. Pastelaria Com Tradições

As quatro mesas na esplanada são, em dias de calor e de bom tempo, os lugares mais concorridos na Pastelaria Com Tradições, na Avenida Correia Teles, em Campo de Ourique, quase a chegar à Rua Ferreira Borges. Mas não desista já de ler. Lá dentro, há mais de 80 lugares disponíveis. Fornecidos pela vizinha Casa do Caracol (na Rua de Campolide, vende o caracol ao quilo, já pronto, para levar para casa), esta é uma parceria que resulta há cerca de cinco anos. Ali pode ser pedido num pires pequeno (€4), médio (€6,50) ou à travessa (€8,50), acompanhado de pão torrado e de um cerveja. R. Ribeiro Teles, 29A, Lisboa > T. 96 972 5042 > seg-sex 7h-24h, sáb-dom 8h-24h