Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Ir jantar ao bar no Le Bistro du Consulat, em Lisboa

Comer e beber

Há novos motivos para subir ao primeiro andar do hotel Le Consulat, em Lisboa. No Le Bistro, aos cocktails junta-se agora uma ementa que vai da burrata com focaccia caseira ao arroz de polvo

O Le Bistro já servia alguns petiscos, mas agora existe uma carta mais completa, com pratos para partilhar

O Le Bistro já servia alguns petiscos, mas agora existe uma carta mais completa, com pratos para partilhar

O final de tarde, no Le Bistro du Consulat, começa com cocktails – com ou sem álcool, dependendo da ocasião e do gosto de cada um –, de olhos postos na movimentada Praça Luís de Camões, no Chiado, em Lisboa. Neste bar no primeiro piso do hotel e galeria de arte Le Consulat, as bebidas chegam à mesa, ora em combinações criativas ora em interpretações mais clássicas. Aqui ficam duas sugestões, para ir saboreando ao ritmo da conversa: o La Fleur com G Vine Floraison, Chardonnay, poejo e limão, mais fresco; e o The Day After, preparado com laranja, limão, café cold brew e fever-tree indian, sem álcool.

O Le Bistro já servia alguns petiscos, mas agora existe uma carta “mais caseira e democrática, sobretudo nos preços, que oscilam entre os cinco e os 12 euros, em doses bem generosas”, explica o chefe Guilherme Spalk que, em parceria com André Magalhães (da Taberna da Rua das Flores, ali a dois passos), assina as ementas do Le Bistro du Consulat e também do Taberna Fina, o restaurante que fica neste mesmo piso, com entrada perto do balcão.

A burrata com focaccia caseira (€6) e a maçã Granny Smith com queijo de cabra (€9) são duas sugestões que saltam à vista (e ao paladar, claro!) deste menu descomprometido e de partilha. “Quisemos passar para o bar uma cozinha mais simples, com bons produtos”, nota Guilherme Spalk. Em seguida, e com o estômago mais aconchegado, escolham-se os pratos principais: nos peixes, destaca-se o bacalhau com broa e alho (€10), delicioso e guloso (servido como amuse-bouche no Taberna Fina). Também o arroz de polvo com ovos mexidos (€12) é de provar (e repetir), assim como a vazia com parmesão (€9), nas carnes. Segue-se a sobremesa feita com banana, avelã e caramelo salgado (€5), e para ajudar na digestão ou prolongar a visita, peça-se outro cocktail.

D.R.

A carta de cocktails apresenta algumas sugestões adaptadas ao tipo de comida que se serve no Le Bistro du Consulat. Para o prato de arroz de polvo com ovos mexidos, por exemplo, sugere-se o mojito invertido Oh Captain, My Captain, feito com vinho do Porto e rum.

Le Bistro du Consulat > Hotel Le Consulat > Pç. Luís de Camões, 22, Lisboa > T. 21 242 7470 > seg-dom 12h-23h