Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Há boas energias no café Boavida, em Leça da Palmeira

Comer e beber

Neste café-restaurante em Leça da Palmeira, Matosinhos, com vista para o mar, toda a ementa é pensada como uma filosofia de vida e de bem-estar. Eis o Boavida

Na decoração, com mesas e madeiras de cor natural, destacam-se as almofadas de cores sóbrias e muitas plantas

Na decoração, com mesas e madeiras de cor natural, destacam-se as almofadas de cores sóbrias e muitas plantas

Lucilia Monteiro

“Vida saudável, vida feliz”, lê-se logo à entrada do café Boavida, em Leça da Palmeira, Matosinhos. Com ele, o designer e músico Diogo Oliveira, 36 anos, juntamente com o economista Telmo Barros, 38, querem provar que a boa vida, afinal, “pode chegar através de diversas formas: da boa comida, do desporto, de uma alimentação correta, da boa energia e do descanso certo”. Nascidos em Leça, contam que se inspiraram nas muitas viagens que fizeram pelo mundo para abrirem, depois, este negócio, no último verão. Daí que o menu tenha influências da América do Sul, do Havai, da Indonésia...

Para início de conversa, na ementa não entram carnes vermelhas nem açúcares refinados. Neste lugar acolhedor – com mesas e cadeiras de madeira natural, decoradas com almofadas de cores sóbrias, de onde se avista o mar através das grandes janelas –, a cozinha está à vista dos clientes. Comece-se o dia com uns ovos bennedict ou mexidos (€4,50 a €6,50), um bowl de iogurte grego ou açaí com granola caseira (a partir de €3,50), panquecas com manteiga de amendoim, de Nutella ou de mapple syrup e frutas (€5,50), uma fatia de bolo de banana com caramelo vegano (€2,20) ou tapioca com bacon, ovo, cheddar e mix alface (€5).

Os hambúrgueres (de salmão, de lentilhas e batata-doce ou de atum) são saboreados em pães variados

Os hambúrgueres (de salmão, de lentilhas e batata-doce ou de atum) são saboreados em pães variados

Lucilia Monteiro

Nas sugestões de almoço, cabem vários bowls (a partir €7), com arroz ou quinoa, e combinações à escolha: atum, salmão, abacate, frango, tofu, grão-de-bico, ovo escalfado ou legumes salteados. Para quem não dispensa a partilha, há húmus com vegetais, guacamole com nachos, chips de batata-doce, beterraba e mandioca (a partir €3), servidos com maionese vegana de limão e mel.

Os hambúrgueres (de salmão, de lentilhas e batata-doce ou de atum) chegam à mesa com pães variados: de beterraba com sementes de sésamo, de algas com sementes de chia, de farinha de girassol. À sobremesa, ou a qualquer hora do dia em que apeteça um doce, o banoffee servido em copo, a tarte de batata-doce, com chantilly de canela, ou o bolo de arroz e coco sem glúten e vegano (a partir €2,50) têm sido os eleitos desta Boavida.

Por agora, o Boavida serve apenas jantares de grupo (por marcação), mas, dentro de algumas semanas, o objetivo será alargar o horário para o jantar de quinta a sábado.

Das janelas com balcão consegue-se almoçar a ver o Atlântico

Das janelas com balcão consegue-se almoçar a ver o Atlântico

Lucilia Monteiro

Boavida > R. António Nobre, 29, Leça da Palmeira, Matosinhos > T. 91 219 0080 > ter-dom 9h30-19h