Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

No restaurante Apego, no Porto, Aurora Goy está de volta ao aconchego

Comer e beber

A chefe francesa, com raízes portuguesas, abriu um restaurante orgulhosamente sem conceito, focado no essencial: ambiente descontraído e boa comida

O Apego é o primeiro restaurante de Aurora Goy, chefe de cozinha francesa com raízes portuguesas

O Apego é o primeiro restaurante de Aurora Goy, chefe de cozinha francesa com raízes portuguesas

Lucília Monteiro

Aurora Goy vê o Apego como um lugar de encontro e de convívio, onde pode deixar a música de que gosta dar a nota para um ambiente descontraído. “Da cozinha, consigo ver as pessoas que estão na sala e procuro proporcionar-lhes boa comida e fazê-las sentirem-se bem”, diz a chefe de 29 anos. Filha de pai francês (também ele cozinheiro) e mãe portuguesa, Aurora cresceu em França, guardando com emoção as memórias das férias de infância passadas entre o Minho e Trás-os-Montes. E imaginava-se, um dia, a viver em Portugal. Acumulou experiência em restaurantes de renome, desde o Guy Savoy de Paris (com três Estrelas Michelin) ao Belcanto de José Avillez (com duas Estrelas Michelin), em Lisboa. Anos de aprendizagem essenciais que a prepararam para a abertura do Apego, em junho deste ano, na Rua de Santa Catarina. “Conhecia mal o Porto e não tinha contactos na área da restauração, mas agradava-me a proximidade com as minhas raízes e o facto de não ser uma cidade muito grande”, conta. Aqui, sentiu que poderia libertar-se do rigor das técnicas culinárias e pôr em prática uma comida simples, mas criativa, focada nos produtos locais, de qualidade e da época.

Um dos pratos principais: pato, grão-de-bico, marmelo e acelga

Um dos pratos principais: pato, grão-de-bico, marmelo e acelga

Lucília Monteiro

A carta é simples: duas entradas, dois pratos e duas sobremesas. O nome de cada um cinge-se à enumeração dos ingredientes. Nas sugestões principais há, por exemplo, peixe-espada, repolho, batata-doce e tangerina (€16), pato, grão--de-bico, marmelo e acelga (€16) e leitão, pera e beterraba (€17). “Quantos mais legumes e ervas tiverem, melhor”, sublinha a chefe de cozinha. Para perceber bem até onde vai a imaginação de Aurora, existe um menu de seis pratos (€30), uma combinação do que está na carta com algumas surpresas. Ao almoço, há sempre sugestões diferentes, conforme os produtos encontrados no mercado (menus de €8,50 e €11). Na sala, com as paredes revestidas a granito, uma delas com um sofá amarelo-mostarda a todo o comprimento, a decoração manteve-se discreta e acolhedora, com peças antigas e flores secas a dar-lhe graça. Porque no Apego, o aconchego quer-se em todos os sentidos.

O restaurante é discreto e acolhedor

O restaurante é discreto e acolhedor

Lucilia Monteiro

Apego > R. de Santa Catarina, 1198, Porto > T. 22 402 9984 > ter 19h-22h30, qua-sáb 12h15-14h30, 19h-22h30 > menu de 6 pratos €30