Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

A cozinha tradicional do restaurante Zé da Serra, em Vila Nova de Gaia

Comer e beber

Modesto mas com uma cozinha portuguesa rica. A opinião do crítico gastronómico da VISÃO Se7e, Manuel Gonçalves da Silva, sobre o restaurante Zé da Serra, em Vila Nova de Gaia

Lucília Monteiro

A casa é modesta, mas guarda no interior o melhor da cozinha portuguesa com produtos de qualidade e culinária soberba. Frequentam-na clientes certos, muitos dos quais a conhecem desde o tempo em que se chamava A Regional de Camões, embora fosse mais conhecida pelo nome do proprietário, José Inácio, que ganhou simpatias com o seu jeito para receber e com o talento de sua mulher, Maria Helena, para cozinhar.

As tripas e o cozido vão alternando, nos fins de semana, e nos outros dias há meia dúzia de sugestões que acrescem aos pratos fixos da ementa. Para começar, além do pão, das azeitonas e das saladas, recomendam-se as sardinhas pequenas (petingas) fritas, se houver, as pataniscas e a morcela, entre outros petiscos tradicionais. Se a opção seguinte for peixe, não faltam boas propostas como os filetes de pescada com arroz de feijão, os “filetinhos” de polvo com arroz de grelos, o cherne e a garoupa na brasa, bem como as pataniscas de bacalhau com arroz de grelos ou o arroz de bacalhau.

O tempo frio também traz pratos de carne admiráveis, como os rojões à moda do Minho (há todo o ano, mas de novembro em diante são feitos com carnes de criadores particulares), o nispo de vitela assado no forno e as favas com entremeada e enchidos. Por encomenda, o cabrito e o galo assados no forno são excelentes iguarias. Muito boa doçaria, em especial a aletria, o creme queimado e as rabanadas. Garrafeira praticamente limitada ao Douro, com vinhos de todos os preços. Serviço simples, eficiente e simpático.

Lucília Monteiro

Zé da Serra > R. Luís de Camões, 580, Canidelo, Vila Nova de Gaia > T. 22 379 6785 > seg-sáb 12h30-15h, 19h30-22h30, dom 12h30-15h > €30 (preço médio)