Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Receita de Cozido vegan à portuguesa, por Gabriela Oliveira

Comer e beber

Receita do livro Cozinha Vegetariana à Portuguesa, de Gabriela Oliveira, editado pela ArtePlural

Rico em proteínas, ferro, magnésio, vitaminas do complexo B, hidratos de carbono e fibras

Ingredientes

6 batatas pequenas
4 cenouras
2 nabos
1 couve‑lombarda, couve‑coração ou couve‑penca pequena
500 g de seitan
4 dentes de alho
Pimentão‑doce q. b.
Cominhos q. b
2 folhas de louro
1 chouriço de soja ou farinheira vegetal
0,5 l de água
Sal q. b.
Azeite q. b.
2 chávenas de feijão‑manteiga cozido para servir

Preparação

1. Descasque as batatas, as cenouras e os nabos, e corte‑os ao meio ou em quartos. Lave e corte a couve em quartos. Corte o seitan em pedaços e o chouriço em rodelas.

2. Coloque o seitan numa panela e tempere generosamente com um fio de azeite, o alho picado, pimentão‑doce, cominhos, o louro e sal. Leve ao lume e salteie por 8 a 10 minutos, para incorporar bem o tempero e dourar. Retire para um prato e tape (para manter‑se quente).

3. Deite na mesma panela a batata, a cenoura, o nabo, a couve e 1 ou 2 rodelas do chouriço (para dar sabor); junte a água a ferver e um pouco de sal e deixe cozer até os legumes ficarem tenros.

4. Com uma escumadeira, retire os legumes e disponha‑os numa travessa com o seitan, o restante chouriço cortado em rodelas e o feijão‑manteiga. Regue com um pouco do caldo da cozedura e um fio de azeite.

NOTA: Encontra chouriço de soja ou farinheira vegetal nos hipermercados e lojas especializadas. Tradicionalmente, o cozido à portuguesa é acompanhado com arroz branco; poderá fazê‑lo,
se desejar.

Em Cozinha Vegetariana à Portuguesa (ArtePlural Edições, 184 págs., €18,80), Gabriela Oliveira reúne 70 receitas da cozinha tradicional portuguesa, usando ingredientes de origem vegetal. As pataniscas são de legumes, os filetes de cogumelos, os croquetes de grão e alheira, e a alheira feita com cogumelos. Também não faltam peixinhos da horta, cozido vegan, rojões de seitan, tofu à Zé do Pipo, migas de feijão, açorda de tomate, cataplana de legumes. E nem os doces ficaram de fora: arroz-doce, natas do céu, travesseiros, pastéis, queijadinhas, bolas-de-berlim, bolos de arroz, bolo podre, entre muitos outros.