Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

O regresso da cozinha de afetos do chefe Cordeiro no Porto Sentido

Comer e beber

O chefe José Cordeiro reabriu o seu restaurante no Porto, mantendo na nova carta o respeito pelas memórias e pelas origens

A carta sofreu alterações, mas a decoração do restaurante pouco se alterou

A carta sofreu alterações, mas a decoração do restaurante pouco se alterou

Lucília Monteiro

Por altura da abertura do Porto Sentido, em março de 2016, José Cordeiro louvava a presença no Porto, após anos a trabalhar noutras paragens. Terá sido, contudo, um retorno amargo, uma vez que um diferendo com a Ordem dos Engenheiros da Região Norte, proprietária do edifício, obrigou o restaurante a fechar portas. Solucionado o conflito, em meados de setembro apresentou a nova carta e reforçou a vontade de vasculhar as memórias dos momentos à mesa, que marcaram a sua infância, em Trás-os-Montes. “Continuamos a defender os produtos portugueses e a dar nova roupagem aos pratos da nossa gastronomia tradicional, com uma apresentação apelativa e muito sabor”, sublinha Jorge Sousa, braço-direito de José Cordeiro no Porto Sentido. E parecem querer seguir à letra a canção de Rui Veloso, quando se diz: “é sempre a primeira vez/ em cada regresso a casa”.

O polvo assado ao alho e limão, com puré de milho, é um dos destaques da nova carta

O polvo assado ao alho e limão, com puré de milho, é um dos destaques da nova carta

Lucília Monteiro

Há pratos imediatamente associados ao chefe de cozinha, como os diferentes tipos de arroz malandro (o de tamboril com gambas, coentros e limão, €38,50 para duas pessoas, ou o de bacalhau com grão e grelos, €14,50), e o pernil fumado com arroz de salpicão e grelos (€14,50). Os sabores apurados sentem-se em sugestões como o polvo assado ao alho e limão, com puré de milho (ou xerém, como é conhecido), presunto e grelos (€19,50), a orelheira de porco confitada em vinho tinto e alho (€4,90) ou o escabeche frio de coelho com coentros (€6,20). Existe um extremo cuidado na seleção das matérias--primas e na confeção, que não segue atalhos para atingir os resultados. “O caldo de marisco, o molho de carne, o doce de abóbora, tudo é feito de raiz”, acentua Jorge Sousa. Há ainda pratos da cozinha internacional, para aqueles turistas que preferem não arriscar. Nas sobremesas, destaque para o pudim de Abade de Priscos com gelado de limão (€4,50) e para o toucinho do céu com pera bêbeda (€4,90). Ao domingo, contrariando a moda dos brunchs, sugerem uma comida de conforto, bem tradicional, como cozido à portuguesa (com uma enorme variedade de carnes e de legumes), vitela assada e filetes de polvo com arroz do mesmo. Um consolo, carregado de afeto.

Lucília Monteiro

Regularmente, o restaurante terá menus especiais, como os dedicados ao São Martinho ou à caça, e jantares vínicos.

Porto Sentido > R. Rodrigues Sampaio, 133, Porto > T. 22 495 1002 > ter-sáb 12h-15h, 19h-22h30, dom-seg 12h-15h > menu-executivo seg-sex €9,95