Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Histórias com vinhos para ler (e beber)

Comer e beber

Uma garrafeira quase centenária e duas edições especiais: uma de Moscatel Roxo, que vai a leilão no dia 25, e outra de Porto Tawny Reserva. A opinião do crítico gastronómico da VISÃO Se7e, Manuel Gonçalves da Silva sobre vinhos especiais

Mais do que meros depósitos de vinhos, as garrafeiras são reservas de informação e de conhecimento, às quais nem sempre se dá o devido valor, como sucede, de resto, com outros bens culturais. As que temos são poucas e, de um modo geral, pouco conhecidas, apesar da sua importância, pois desempenham em relação aos vinhos o papel que as livrarias e os alfarrabistas têm para os livros: divulgam o que é novo, guardam e preservam o que é raro, surpreendem com o que é precioso. É por isso que se regista e aplaude a distinção que a Câmara Municipal de Lisboa acaba de atribuir à Garrafeira Nacional, considerando-a “Loja com História”. Uma forma de “ajudar a manter viva a história do comércio da cidade”, diz, e bem, a autarquia. Fundada em 1927, a Garrafeira Nacional é uma das mais antigas do País, tendo três lojas em Lisboa.

A José Maria da Fonseca leva a leilão uma edição limitada e comemorativa do Moscatel Roxo de Setúbal Superior 1918. Com esta iniciativa, comemora também 184 anos da sua existência e o centenário do nascimento de Fernando Soares Franco, nome maior da quinta geração e da história da empresa. Apenas 100 das 184 garrafas de Moscatel Roxo de Setúbal Superior 1918 vão ser leiloadas (dia 25 de outubro, na Casa Museu da José Maria da Fonseca, em Azeitão, mediante inscrição para jantar e leilão: €60). Já a Taylor’s, que se dedica exclusivamente à produção de vinhos do Porto de grande qualidade, apresenta uma edição limitada de um vinho do Porto Tawny Reserva, destinada a celebrar a sua longa história, que remonta a 1692, sempre como empresa familiar! A garrafa, de um litro, foi desenvolvida para esta edição, inspirada em garrafas de vinho fabricadas em Inglaterra, na primeira metade do século XVIII, e o lote selecionado entre as extensas reservas de vinhos que envelhecem em madeira nas Caves da Taylor’s.

Garrafeira Nacional
Com milhares de vinhos nacionais e estrangeiros, a Garrafeira Nacional é para ser visitada regularmente, como quem vai à livraria e procura as novas edições ou as raridades, seja na loja de Santa Justa, seja nas do Mercado da Ribeira e da Rua da Conceição.

Moscatel Roxo de Setúbal Superior 1918
Cor castanha-escura com laivos verdes, indício de ser muito velho. Aroma complexo com sugestões sucessivas de café, caramelo, mel, especiarias, balsâmicas e outras, numa sequência inebriante. Paladar muito elegante e, tal como o aroma, em contínuo reconhecimento de sabores, com relação perfeita entre doçura e acidez. Um espanto.

Taylor’s Reserve Tawny Port
Na cor, um núcleo laranja intenso que se desvanece num rebordo 
avermelhado. 
No aroma, maduro e complexo, combinando notas de ameixa, figo e sultanas com as de maçapão e biscoito, a que se juntam sugestões de cedro e de couro. No paladar, acidez atraente 
e sabores ricos. Final longo, sedutor, irresistível. €50