Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

No Ilegal, no Porto, serve-se comida gulosa e divertida

Comer e beber

À mesa do novo restaurante da Rua da Picaria, no Porto, partilha-se comida de rua com inspiração nos quatro cantos do mundo

O Ilegal surgiu no mesmo lugar do restaurante Vingança, da mesma proprietária

O Ilegal surgiu no mesmo lugar do restaurante Vingança, da mesma proprietária

Lucilia Monteiro

A Rua da Picaria está a tornar-se uma das mais gastronómicas do Porto, por isso, vale bem a pena subir ou descer a inclinada artéria. Ali, no número 84, onde até há bem pouco tempo estava o restaurante Vingança (na porta ao lado mantém-se o Cruel), Marta Freitas, a proprietária de ambos, deu a volta à casa. “Depois de abrir o Boteco Mexicano, notei que este fugia à filosofia dos outros”, conta Marta que, em menos de um mês, mudou o rumo, a decoração e a ligação com a rua.

“Gosto de um ambiente descontraído, de comida confortável para partilhar, mas sem ser de prato”, frisa. O restaurante Ilegal, que acaba de abrir, com consultoria dos chefes Luís Américo e João Pupo Lameiras, tem tudo isto. “É comida de produto, com sabor, gulosa e divertida”, diz João Pupo, servida em papel inspirado nas Páginas Amarelas, para saborear à mão e sem manias, acrescente-se. No cardápio há referências de origens diversas – da Tailândia a Inglaterra – criações próprias e até um toque asiático. Para nos fazer viajar à mesa, João Pupo sugere kare pan (€3), spring rolls (€6), goulash (€7) ou fish and chips (€7).

Cão de milho (Corn Dogs)

Cão de milho (Corn Dogs)

Lucília Monteiro

Sem entradas nem pratos principais, o menu organiza-se por opções já prontas, como pipocas caramelizadas com bacon e parmesão (€2) ou cone de “virutas” de enchidos e queijos (€5); no espeto, chegam à mesa elotes (maçaroca de milho grelhada com queijo e chili, €4,50) e corn dogs (€4,50); para comer à mão, há costelinhas de porco sticky (€6) e o pica-pau ilegal (€8).

Tudo acompanhado por invulgares bebidas, servidas em sacos de papel, como o brown bag (bourbon, xarope de ácer, limão e gengibre, €7) ou o chá de menta marroquino com cheirinho (€5). No interior ou na simpática esplanada, é possível ainda provar os originais doces, como a língua da sogra recheada com chocolate e caramelo (€3,50) ou o típico algodão-doce com topping (€3).

O restaurante organiza divertidas noites de jogo. Na mesa comunitária do Ilegal, no andar de baixo, há tabuleiros e peças de xadrez, jenga, bingo e póquer.

Salada Asiática com choco grelhado

Salada Asiática com choco grelhado

Lucília Monteiro

Ilegal > R. da Picaria, 84, Porto > T. 92 754 7453 > seg-ter e qui 12h-14h30, 19h30-23h30; sex 12h30-14h30, 19h30-24h30; sáb 12h30-15h, 19h30-24h30, dom 12h30-15h, 19h30-23h30