Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

No Izakaya Tokkuri, em Lisboa, manda a tradição japonesa

Comer e beber

Nesta tasca japonesa, escondida entre os bares e os restaurantes do Bairro Alto, os yakitoris, as kimpiras e as gyosas, entre outros pratos, acompanham-se com saké

As gyosas de camarão com molho de ameixa são um dos petiscos servidos nesta tasca japonesa

As gyosas de camarão com molho de ameixa são um dos petiscos servidos nesta tasca japonesa

Aos 18 anos, o brasileiro Eder Haruno Santos fez a mochila e partiu para o Japão. Por lá ficou cerca de 15 anos, primeiro a viajar e mais tarde a aprender a cozinha nipónica. Neste país, onde também se casou e teve filhos, cada refeição que fazia “era uma escola e uma aprendizagem”, recorda o chefe nascido em São Paulo, responsável pela novíssima Izakaya Tokkuri, tasca japonesa escondida entre os bares e os restaurantes do Bairro Alto. A lanterna vermelha (akachochin) pendurada na porta denuncia a morada, mas no interior são as madeiras e a pequena loja de vinhos que saltam à vista.

O balcão é um dos lugares preferidos pelos comensais nesta tasca japonesa

O balcão é um dos lugares preferidos pelos comensais nesta tasca japonesa

Assim que nos sentamos ao balcão, corrido, de madeira – há ainda três salas privadas com almofadas e mesas baixas, como manda a tradição japonesa –, somos recebidos com um dos sakés da carta, feito de arroz e sem adição de álcool. Nesta altura, os petiscos começam a sair da cozinha e, já com os pauzinhos na mão, o banquete tem início com as gyosas de camarão com molho de ameixa (€7,50) e o choco panado acompanhado por um molho de leite e alho (€7) e por outro saké, desta vez orgânico, mais encorpado mas leve no paladar (prova de sakés, €15). “No Japão, as tascas distinguem-se pelos molhos, cada uma tem o seu”, explica Eder, acrescentando que na Izakaya Tokkuri também faz os seus. Segue--se o caldo de legumes com tofu (€1,50), que é parecido com um miso: “A sopa é obrigatória numa mesa japonesa. Seja ao pequeno-almoço seja ao jantar, a refeição é sempre acompanhada por um caldo quente.” A degustação continua com a salada fresca de pepino (sunomomo, €5,50), os rolinhos de carne de porco com rebentos de soja e molho de gengibre (€10,50): “Este caiu na boca dos lisboetas, é um dos preferidos”, conta Eder. Mas há mais: kimpira (legumes salteados, €5,50) e espetadas de frango (yakitori, €1,50), só para despertar o apetite.

Izakaya Tokkuri > Tv. dos Fiéis de Deus, 28, Lisboa > T. 21 346 1500 > ter-dom 17h-2h