Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

No The Insólito e no The Decadente, em Lisboa, os encontros gastronómicos são sempre imediatos

Comer e beber

Se as combinações improváveis do The Insólito levam às alturas, é na descontração do The Decadente que queremos passar o verão. Mudaram-se as cartas, mas não a vontade de regressar

Numa Lisboa que nos últimos anos se apaixonou pelos seus terraços e pátios, há alguns que mantêm um lugar especial nos nossos desejos de fim 
de semana. Inaugurado há sete anos, 
o The Independente Collective nunca precisou de fazer muito para nos conquistar: fica num antigo palacete do século XIX, sobre o Miradouro de São Pedro de Alcântara, e foi capaz de antecipar novas formas de ir de férias, às vezes sem se sair da própria cidade, uma oportunidade para cruzar pessoas, culturas e histórias. Assim acontece no hostel e no restaurante The Decadente, ampliados depois para as Suites, mais privadas, e para o The Insólito, a cozinha mais sofisticada do terceiro andar, perto da mesma vista e com o mesmo coração.

O ceviche com pipocas é uma das novidades da carta do The Insólito

O ceviche com pipocas é uma das novidades da carta do The Insólito

Tínhamos subido a pé a rua do Elevador da Glória, incapazes de partilhar o entusiasmo dos turistas que davam passadas largas em direção ao topo, mas assim que chegámos à meta, sentados na varanda do The Insólito, rapidamente nos arrependemos de tal injustiça. António Sousa, 
o novo head chef dos dois restaurantes, diz-
-nos que as mudanças começaram numa carta que é uma oportunidade para treinar a diferença, “brincar com os ingredientes e arriscar as combinações improváveis que sempre foram características do The Insólito”, conta enquanto chega o ceviche com pipocas, uma das novidades, tão elegante que quase se perde a vontade 
de o desalinhar. Os raviolis de lagosta são menos inesperados, mas ainda mais saborosos, enquanto o ramen de vieiras e a alcatra japonesa, já nos pratos principais, testam o palato. Destaque ainda para as sobremesas, perigosas todas elas, como o muito bem conseguido cheesecake Serra da Estrela. Também a carta 
dos cocktails levou uma volta, “mas sem mexer no que resulta”, sublinha o chefe.

Lá em baixo, no The Decadente, a filosofia 
é a mesma, mantendo-se alguns favoritos, 
como o Portugal no Tacho, arroz malandrinho com camarão e peixe, e reforçando a aposta 
na cozinha portuguesa, com pica-pau, camarões salteados e amêijoas, ligeiramente reinventados pelo chefe. Há ainda menus especiais para 
os almoços durante a semana e propostas diferentes para sábado e domingo, uma com panquecas e sumo e outra de ribs e cerveja. Depois, é cancelar os compromissos da tarde 
e deixar-se ficar.

O The Insólito fica no último andar deste palacete do século XIX, onde também há 22 suítes, que são um regresso à Lisboa de outros tempos

O The Insólito fica no último andar deste palacete do século XIX, onde também há 22 suítes, que são um regresso à Lisboa de outros tempos

The Insólito > R. São Pedro de Alcântara, 83, Lisboa > T. 21 130 3306 > seg-dom 18h-1h > The Decadente > R. de São Pedro de Alcântara, 81, Lisboa > T. 21 346 1381 > dom-qua 12h-23, qui-sáb 12h-00h (almoço e jantar), seg-dom 16h-19h (lanche), sáb-dom 12h-16 (brunch)