Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Rota das Estrelas no Conrad Algarve, o primeiro jantar no Gusto by Heinz Beck com os chefes Ricardo Costa e João Oliveira

Comer e beber

O resort Conrad Algarve, em Almancil, recebeu pela primeira vez o festival gastronómico Rota das Estrelas. O jantar a seis mãos juntou os chefes Heinz Beck, João Oliveira e Ricardo Costa num encontro único que uniu os responsáveis pelos dois novos restaurantes algarvios com uma estrela Michelin - Gusto by Heinz Beck e Vista -, e o The Yeatman, de Vila Nova de Gaia, com duas

Legumes de Primavera com camarão e guanciale, um dos três pratos da noite do chefe Heinz Beck

Legumes de Primavera com camarão e guanciale, um dos três pratos da noite do chefe Heinz Beck

Filipe Farinha

O menu de sete pratos com harmonização de vinhos da responsabilidade de Miguel Martins, sommelier do Conrad Algarve, foi uma das surpresas. Antes disso, os sentidos foram sendo despertos com os cocktails e aperitivos preparados pela equipa do Gusto Bar (eleito Melhor Bar de Hotel 2018 no Lisbon Bar Show) e inspirados nas criações dos três chefes presentes nessa noite: o alemão e anfitrião Heinz Beck (com três estrelas Michelin no La Pergola, em Roma) e os portugueses João Oliveira do restaurante Vista, em Portimão, e Ricardo Costa do The Yeatman, em Vila Nova de Gaia.

A ocasião era especial: o jantar, que teve lugar esta segunda-feira, 4, no hotel Conrad, juntava pela primeira vez os responsáveis pelos dois restaurantes algarvios galardoados em novembro passado com a primeira estrela Michelin – o Vista e o Gusto by Heinz Beck – e ainda Ricardo Costa, outro convidado de peso, que veio de Vila Nova de Gaia com as suas duas estrelas.

Mais de 50 pessoas, na maioria estrangeiros, não quiseram perder a oportunidade de participar na iniciativa, a primeira do festival gastronómico Rota das Estrelas neste restaurante algarvio na zona da Quinta do Lago. Na cozinha, aberta para sala – um privilégio para quem fica nas mesas mais próximas – assistia-se aos últimos preparativos para o serviço, com os chefes e respetivas equipas a trabalharem como se nada se passasse do outro lado do balcão onde repousavam os pratos já prontos.

O empratamento com o chefe Heinz Beck ao comando

O empratamento com o chefe Heinz Beck ao comando

Filipe Farinha

Antes da seleção de pães chegar à mesa, já o sommelier Miguel Martins, levantava um pouco do véu do que seria o jantar, prometendo "surpresas nas escolhas dos vinhos”, disse sorrindo. Se bem o disse melhor o fez. Com o primeiro prato, legumes da Primavera com camarão e guanciale, um dos três da autoria de Heinz Beck, serviu um tinto Poerinho 2013 da Bairrada. Quando se esperava que a leveza e frescura do prato de Heinz Beck fosse acompanhado por um branco, Miguel trocou-nos as voltas e ainda bem.

A refeição seguiu com duas propostas de Ricardo Costa e a sua cozinha de sabores bem portugueses e intensos: primeiro chocos, proteína, levedura e enguia fritas e, mais tarde, sargo, algas marinhas, ostras e caldeirada. Para acompanhar, a escolha do escanção recaiu primeiro num branco alentejano cem por cento Antão Vaz, Baron de B Reserva 2016, e para o sargo, um encruzado, Druida Reserva 2016, do Dão.

O terceiro momento do jantar saiu das mãos do chefe João Oliveira que para a ocasião escolheu servir um sugestivo prato de vieiras, chouriço de Porco Preto, Aipo e Bottarga, muito bem casado com um elegante e delicado rosé da Bairrada. Ainda à mesa se comentava a primeira proposta do responsável pelo restaurante Vista, quando chegou o segundo prato de Heinz Beck – de referir que no total, este chefe de origem alemã, lidera sete estrelas Michelin divididas por restaurantes em Portugal, Japão e Itália. O aparentemente simples tortellini com lulas, planctôn e frutos do mar era tudo menos isso, já que as massas são a especialidade de Heinz Beck. Importante ainda dizer que a alta cozinha deste chefe tem preocupações que vão além da técnica. Para Heinz Beck é importante que no fim da refeição nos sintamos bem. “Tenho estudado os efeitos que a comida tem no nosso organismo e é uma das minhas preocupações quando cozinho”, explica. Para este prato, Miguel Martins preocupou-se em escolher um vinho com alguma salinidade e mineralidade para acompanhar, surpreendendo-nos mais uma vez com a sua escolha, um Magma 2015, produzido na ilha Terceira, nos Açores, com a casta verdelho.

Os tortellini com lulas, planctôn e frutos do mar, de Heinz Beck

Os tortellini com lulas, planctôn e frutos do mar, de Heinz Beck

Filipe Farinha

É chegado o momento de ser servido o leitão da Bairrada, ovo, cogumelos, espinafre, queijo de São Jorge e trufas de verão, uma criação de João Oliveira e um prato que apresenta no Menu Experiência do Chefe do restaurante Vista. A refeição chega ao fim com a terceira proposta do anfitrião Heinz Beck, uma sobremesa com alperce chamada Dall’armellina all’albicocca, acompanhada por um Petit Manseng Late Harvest 2016 da Adega Casa da Torre. O festival gastronómico Rota das Estrelas retoma o seu caminho a 5 e 6 de outubro, no L’and de Miguel Laffan (uma estrela Michelin), ainda sem convidados confirmados.

O jantar terminou com a sobremesa preparada por Heinz Beck, uma Dall'armellina all'albicocca

O jantar terminou com a sobremesa preparada por Heinz Beck, uma Dall'armellina all'albicocca

Filipe Farinha

Gusto By Heinz Beck > Conrad Algarve, Estr. da Quinta do Lago, Almancil > T. 289 350 700 > qua-dom 19h-22h (jul-ago ter-dom)