Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Há peixe fresco, lampreia e petiscos no restaurante A Carvalheira

Comer e beber

A opinião do crítico gastronómico da VISÃO Se7e, Manuel Gonçalves da Silva sobre esta referência da cozinha portuguesa em Ponte de Lima

Lucília Monteiro

É uma referência da gastronomia de Ponte de Lima e da região desde que abriu, em 1995, graças à qualidade da cozinha e do serviço, a cargo, respetivamente, dos irmãos Maria Teresa e José Gomes, aos quais viria a juntar-se o filho deste, Ricardo. Uma equipa familiar, portanto, que lá permanece, fiel às suas ideias e firme nos seus cuidados. O restaurante funcionou numa casa rústica dos arredores de Ponte de Lima, na margem direita do rio, até 2014, quando passou para a Quinta do Eido Velho, também na periferia da cidade, mas na margem esquerda, ganhando espaço, beleza e sossego

Lucília Monteiro

A ementa é extensa, com cerca de duas dezenas de entradas frias, quentes e mariscos; sete ou oito pratos de peixe, e outros de carne; quatro de marisco; e uma boa dúzia de sobremesas. Entre os petiscos mais apetitosos contam-se as pataniscas, a salada de bacalhau, o polvo à galega, a alheira de caça e o presunto ibérico. A seguir, a lampreia insinua-se, tanto em arroz como à bordalesa, mas há três pratos coevos da fundação da casa a não perder: bacalhau com broa, grelos verdinhos e batatas a murro; cabrito assado, com um apetitoso arroz de miúdos e pernil de porco no forno, batatas assadas e legumes. Destaque, ainda, para o peixe fresco, o que é novidade: robalo para grelhar ou cozinhar no sal ou no vapor; e rodovalho. Para sobremesa, além do leite-creme e do pudim do abade de Priscos, vale a pena o menos típico mas igualmente bem-feito cheesecake com frutos vermelhos. Boa garrafeira. Serviço atento e simpático.

A Carvalheira > R. do Eido Velho, 73, Ponte de Lima > T. 258 742 316 > ter-sáb 12h30-15h, 19h30-22h, dom 12h30-15h > €30 (preço médio)