Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Subenshi: O restaurante de Aveiro chegou ao Porto

Comer e beber

O restaurante japonês mais conhecido de Aveiro acaba de abrir no Porto, num edifício cheio de história com vista para o Jardim da Cordoaria

Lucília Monteiro

O telefone não para de tocar e isso pode dizer muito. O Subenshi Porto abriu, discretamente, no primeiro domingo de março, e os pedidos de reserva chegam quase minuto a minuto. Bernardo Embaixador, dono do restaurante japonês nascido em Aveiro há quatro anos, já planeava ampliar o negócio para o Porto, mas a oportunidade surgiu com uma casa de três andares na Praça Parada Leitão, com vista para o Jardim da Cordoaria. O segredo do Subenshi está “em usar matéria-prima de muita qualidade e fazer as coisas com amor”, resume Bernardo, 28 anos, que começou por se formar em Engenharia e Segurança no Trabalho e, mais tarde, aprendeu a arte de sushiman. Agora, não será fácil encontrá-lo dentro do balcão – os dois restaurantes obrigam a uma gestão rigorosa –, mas se há coisa de que não abdica é da frescura do peixe, comprado diretamente “aos barcos de Peniche, Madeira e Açores”.

LUCILIA MONTEIRO

O sushi tradicional e de fusão – “mas que não seja uma confusão, com as texturas e combinações de ingredientes a fazerem sentido”, salienta Bernardo – é o principal cartão de visita. Da extensa carta, o que mais sai é o Benshi (€19,95/16 peças) e o Kaishi, tradicional (€24,95/20 unidades). “Trabalhamos o lírio, o atum, o peixe-galo, a sarda, a pescada da nossa costa e usamos muito o espadarte”, conta Bernardo. Entre nigiris, temakis, sashimis e yakisobas (massas salteadas), dá-se atenção às entradas – prove-se a gamba selvagem de Moçambique com amêndoa laminada e molho caseiro (€9,95/4 unidades) – e às sobremesas, pelas quais Bernardo passou um ano em formação em Bolonha, Itália. Os gelados e sorvetes artesanais (ovos moles, pistácio, lima, hortelã e meloa dos Açores, entre outros sabores), o parfait teriaky (semifrio de nata com aroma de bolacha) e o bashi ló (minipão de ló húmido envolvido em hóstia) têm deliciado os fãs do restaurante de Aveiro, situado no Canal do Côjo. No Porto, não se espera outra coisa. Além do que nos chega à mesa, acresce ainda o facto de o Subenshi ocupar uma casa dos anos 40 com quatro salas bem decoradas. No rés do chão, no final deste mês, deverá abrir o bar de cocktails (à base de saké) e o de tapas japonesas – com ceviche, espetada yakitori e ramen para provar a qualquer hora, entre o meio-dia e a meia-noite.

Lucília Monteiro

Subenshi Porto > Praça Parada Leitão, 13, Porto > T. 96 409 7707/96 409 7452 > ter 19h30-23h, qua-qui 12h-16h, 19h30-23h, sex-sáb 12h-16h, 19h30-24h, dom 12h-16h