Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

7 novos 'brunches' para acordar mais tarde no Porto

Comer e beber

É tentador e cada vez mais comum, o hábito do pequeno-almoço que se mistura com o almoço. Haja tempo e apetite, o brunch deixou de ser exclusivo do fim de semana para passar a ser servido à medida da preguiça do cliente

1. Óbio

É uma cafetaria, mas também uma mercearia. Ou, se calhar, é mais um café onde se vendem produtos biológicos. “Aqui é tudo exclusivamente biológico”, diz Dalila Sabino, a mentora do Óbio, aberto desde agosto. A máxima de comer saudável e biológico assenta que nem uma luva aos dois menus. Diga-se que há sempre brunch no Óbio. O menu completo inclui sumo natural, torrada, ovo e alheira, iogurte e granola, bolo e café, enquanto a versão míni fica-se pelo sumo, torrada e iogurte. Apesar de não ser fundamentalista, Dalila Sabino acredita que é preciso desmistificar que o modo de produção sem químicos não é coisa de gente esquisita. “Ainda há muita falta de informação”, reforça. R. Santo Ildefonso, 224, Porto > T. 918 716 010 > qua-dom e seg, exceto ter 9h-18h > €8 a €13,50

2. Café Progresso

É o café mais antigo da cidade, dizem os responsáveis, e foi renovado já no final do verão. Tem agora dois pisos, mesa comunitária e menu alargado. Para já, o brunch é servido à carta, mas em breve serão apresentados dois menus. ”É cada vez mais comum a partilha de mesa entre clientes”, diz Fátima Santos, uma das responsáveis do Progresso. Na carta, são muitas as combinações possíveis: ovos benedict com espargos e cogumelos, presunto crocante e molho holandês (€8,50), sumo de maça e maracujá (€3), croissant com manteiga (€1,40) e uma chemex com café Ruanda (€3,50) ou tostas de salmão fumado com creme fraîche e rúcula (€9), sumo de laranja (€3), torrada em pão progresso com compota e manteiga (€1,80) e matcha latte (€3,50). Actor João Guedes, 5, Porto > T. 22 332 2647 > seg-dom 9h-18h > brunch à carta

3. Digby

E, se em vez de passar todo o fim-de-semana a preparar as refeições da família, optar por se sentar naquele que, provavelmente, é o restaurante de hotel com a melhor vista da cidade? O Digby, que fica no hotel Torel Avangarde, é o primeiro restaurante no Porto com carta do exigente e exclusivo ateliê Casa da Comida. À vista de rio e do casario, e que vista!, junta-se a arte de bem comer num brunch guloso. “Queremos ser um restaurante de família com identidade própria”, observa Salomé Alcântara, da Casa da Comida. Antes de ocupar um dos 47 lugares disponíveis, espreite-se o buffet de frios, que acomoda a bola de carne transmontana, as saladas variadas, os enchidos, os diferentes tipos de pão, as compotas, além de uma sopa e prato de peixe e carne, que variam todas as semanas. “É comida portuguesa feita como em casa das nossas avós, dentro da tradição com um toque inovador”, reforça Salomé Alcântara. Muito frequentado pelos hóspedes, são cada vez mais os clientes externos a solicitar o brunch, aconselhando-se reserva. Hotel Torel Avangarde > R. da Restauração, 336, Porto > T. 22 011 0082 > sáb-dom 12h-16h > €30 bebidas não incluídas com exceção da água

4. Mafalda’s

É bom ver que nem só de frutas, legumes e produtos frescos se faz a vida no Mercado de Matosinhos. Com uma decoração peculiar, na qual convivem em harmonia diferentes estilos de mobiliário, o Mafalda’s é o que “cada cliente quiser”. Assim descrevem as irmãs Inês e Mafalda Pando este projeto que é salão de chá, wine bar e cafetaria. Além de refeições e petiscos caseiros, tábuas de queijos e enchidos, bem como o cheiro de bolos acabadinhos de sair do forno, faz parte do encanto desta casa voltada para o interior do mercado. O brunch muda todas as semanas, apenas a estrutura se mantém. O menu inclui uma bebida fria (sumo natural, limonada, copo de vinho, uma sopa (creme de cenoura e laranja, de abóbora com especiarias), um prato salgado com ovos (ovos escalfados em estufado de rúcula com iogurte de alho e manteiga de malagueta), um iogurte (com papaia, granola caseira, romã e mel) ou, em alternativa, uma panqueca ou um crepe, além de sobremesa (tarte de banana, bolo de maça ou rabanadas) e bebida quente. Simpático e familiar para levar a avó, os primos e os netos. R. França Júnior, Mercado de Matosinhos, loja 29, Matosinhos > T. 22 322 3783 > sáb a partir das 12h30 > €12,50

Lucilia Monteiro

5. Miss Pavlova

Nem com a cobertura do pátio, que permite agora acomodar 50 pessoas na cafetaria, e a entrada em cena de Mr. Brunch, as pavlovas deixaram de ser o centro das atenções. “Elas continuam a ser o nosso produto estrela e a principal diferenciação”, diz Ana Maio, a criadora de Miss Pavlova. Com apenas três meses, o Mr. Brunch, que surgiu para complementar a oferta da cafetaria, é servido à carta para compor ao gosto do cliente. É tudo feito ao momento e com ingredientes frescos. Há opções de Dip & Share (a partir de €2,50) como falafel com molho de iogurte e hortelã ou guacamole com chips de batata, além de saladas (€9 a €11) e bruschetta toscana, de abacate ou salmão (a partir de (€5,50). Para algo mais leve, Ana Maio sugere taça de iogurte caseiro, smoothie bowls de chocolate e manteiga de amendoim (€5) ou silvestre (€5,50). E, tal como outros, este senhor não dispensa as panquecas, em versão tradicional com fruta, maple syrup e frutos secos (€3,90) ou exótica composta por curd de maracujá, frutos silvestres, gelado de curd de maracujá (€4,50). A terminar, ninguém resiste, garante Ana, a uma fatia de pavlova (€3). Há oito opções, imagine-se a loucura. É caso para dizer que este Mr. Brunch tem tudo, só não tem menu. R. do Almada, 13, Porto > T. 91 597 9517 > brunch à carta

6. Posto 94

Mónica Diniz e Patrícia Azevedo começaram por servir sushi e açai, mas foi com as tapas de autor, a sangria e o brunch, servido diariamente, que encontraram um porto seguro. Nasceu como bar de praia, junto ao areal de Matosinhos e do Porto de Leixões, mas, com a última remodelação, o Posto 94 ficou menos informal. “A decoração também mudou, assumindo um ar mais requintado e luxuoso”, assume Mónica Diniz. E, como na cozinha está agora o chefe Pedro Soares, os 30 lugares da sala ficam rapidamente ocupados. O menu brunch é composto por uma salada 94, tostas (abacate e bacon ou presunto e queijo) ou ovos rotos trufados com mix de cogumelos, além de panquecas e bolo do dia. E ainda terá direito a uma flute de espumante ou copo de vinho, seguido de chá ou limonada. R. Carlos Carvalho, 94, Matosinhos > T. 91 411 6344 > qua-sex 12h30-15h, sáb-dom 13h-16h > €18,50

7. Rivoli Café

Ampla e com pormenores decorativos minimalistas, esta foi a sala que serviu de acolhimento a apresentações diversas, tendo sido remodelada para receber o moderno café do teatro. Fica no terceiro piso do Rivoli Teatro Municipal e, desde setembro, dispõe de brunch servido em regime buffet. Além de duas opções quentes, que podem incluir panquecas ou ovos mexidos, há sempre pão chato artesanal com iogurte, tomate marinado com mel e manjericão, pérolas de tapioca com salada de fruta tropical, salada de quinoa com beterraba e abacate, nunca esquecendo as opções vegetarianas e sopa. Nas bebidas, sumo de fruta natural, infusão de ervas biológicas, limonada de frutos vermelhos e café americano. Para uma refeição calma, opte pelo sábado, pois ao domingo é, quase certo, que a casa enche. Quem não quer ficar à espera aconselha-se reserva. Rivoli Teatro Municipal > Pç. D. João I, Porto > T. 91 111 9862 > sáb-dom 12h-16h > €13, crianças até 10 anos €5