Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Restaurante Soi, em Lisboa: Provocações orientais

Comer e beber

A comida de rua asiática apoderou-se do Soi, o novo restaurante do Cais do Sodré, em Lisboa, que tem os sabores, as cores e a animação das grandes metrópoles do Oriente

A Asia Soup é um caldo aromático de mariscos, com lemon grass, galanga e coentros

A Asia Soup é um caldo aromático de mariscos, com lemon grass, galanga e coentros

António Bernardo

Nos seus 33 anos de vida, o chefe Maurício Vale já visitou a Tailândia sete vezes. O facto de ter trabalhado em Chiang Mai, no Norte do país, durante oito meses, e da sua família sempre se ter interessado pela cultura asiática, desde os anos 80, serviu para aumentar a sua curiosidade e o seu fascínio por aquele lado do mundo. E teria lá ficado não fosse o orgulho que tem em ser português, afirma.

Agora, Maurício Vale sente-se em casa no novo restaurante Soi, aberto no início de agosto em Lisboa, onde assina uma carta especializada em comida de rua asiática. Esta nova aposta do Grupo SushiCafé tem, na sua base, a cozinha tailandesa, mas acrescenta-lhe influências de outras, como a chinesa, a japonesa e a coreana. “É uma comida muito provocante, com aromas picantes, ácidos, doces, salgados e coloridos”, descreve o chefe, que dividiu a sua ementa em oito áreas. Nas Entradas e Saladas, destacam-se as chicken wings (€7,50), um prato clássico na cozinha coreana. Estas asas de frango são fritas em farinha de arroz e salteadas em molho coreano. Ainda nesta categoria, aconselham-se os spring rolls (€5,50, 3 unidades), uma iguaria que se come nas ruas e nos mercados tailandeses, e que junta a carne e os legumes salteados, dentro de um rolinho de massa de arroz, acompanhados com um molho sweet chili, lima, coentros e hortelã.

As chicken wings (asas de frango fritas) é um prato clássico na cozinha coreana

As chicken wings (asas de frango fritas) é um prato clássico na cozinha coreana

António Bernardo

Nas opções Taiwan Bao, os pães asiáticos são recheados com camarão (€6,50), pato (€7,50), porco (€7) – e qual deles o melhor... Já na categoria Asia Soup, será uma boa escolha o tom yum goon, um caldo aromático de mariscos, com lemon grass, galanga e coentros (€5,50). Nos pratos Wok on fire, a sugestão pad thai leva, mais uma vez, os comensais à mesa de um qualquer restaurante tailandês. É uma massa com ovo, tofu, tamarindo, pasta de camarão, rebentos de soja, amendoins e lima, que pode ser confecionada com vegetais (€9,50), frango (€11) ou camarão (€12,50). Passando aos Caris, serve-se desde o menos picante, matssam de borrego (€13), ao devil curry (€15), este de deixar a boca a arder. Nos acompanhamentos, há três opções de arroz, um frito, outro salteado e, ainda, um perfumado com jasmim. Para terminar com o paladar fresco, nas sobremesas escolha-se o lemon grass brûlée (€5,50). Tente fechar os olhos e imaginar-se no outro lado do mundo, à boleia de todos estes sabores asiáticos.

António Bernardo

No restaurante Soi, o chefe junta Portugal e Tailândia na mesma mesa, retirando o melhor de cada um deles: “Da Tailândia, uso as ervas aromáticas, as frutas exóticas, as técnicas de fermentação, o wok e a cozinha a vapor; e de Portugal, escolho as boas carnes, o marisco e o peixe de alta qualidade”, resume Maurício Vale.

Soi > R. da Moeda, 1C, Lisboa > T. 91 289 5391 > dom-qui 12-15h, 19h-24h, sex-sáb até às 00h30