Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

O Tasty District, no Porto, tem comidas para todos os gostos

Comer e beber

No Porto, as antigas garagens da PSP, na zona da Batalha, são agora o Tasty District, uma praça da alimentação onde tanto se provam crepes no palito, os ramens de Ruy Leão ou os cocktails do Pinguim

Lucília Monteiro

A renovação das antigas garagens da PSP era o que faltava para a conclusão do District-Offices and Lifestyle, o centro empresarial aberto em fevereiro no edifício que foi Governo Civil do Porto e Centro Metropolitano da PSP. As seis portas, por onde entravam automóveis, abrem-se agora a nove projetos de restauração, numa sala de refeições com mais de 100 lugares e decorada pela Empatias.

Aqui, há opções para todos os apetites. NoWine@Distric, o projeto de Hugo Costa e dois outros sócios, pode tomar-se um copo de vinho nacional (a partir €2,50) com uma tábua de queijos e enchidos e provar queijos de cabra, vaca e ovelha de Fornos de Algodres e Azeitão, enchidos de Barrancos e Bragança. Hugo Costa é ainda o responsável pelo Walkin’Chips, que vende cones de batatas fritas da Póvoa de Varzim (€3) com molhos de autor (como o de maionese com cebola caramelizada ou de queijo da ilha) e pela cafetaria Zegafredo.

O Pinguim tem um balcão com cocktails de autor, com e sem álcool (a partir €3,50), preparados a partir da garrafeira com cerca de 400 referências do mítico bar do Porto, e cervejas artesanais portuguesas.
A cozinha nipónica fica por conta do chefe Ruy Leão, que abre o Japo no final deste mês, resultado de uma viagem que fez ao Japão. Os ramen são as estrelas da carta: dois mais tradicionais, o shoyu ramen (molho de soja, com cachaço de porco, cebolete, espinafres, bambu e ovo) e o miso ramen (pasta de miso, pak-choi, pickles de couve roxa, milho, ovo e manteiga) e um mais invulgar, temperado com caril japonês (€7 a €14). À mesa, servirá chirashi (base de arroz com sushi e sashimi) e opções quentes como katsudon (estufado de frango com legumes e caril japonês).

Quem preferir carne, pode optar pelo Português de Raça, com entrecôte, alcatra, vazia e lombo, ou pelo Burguers & Co., com hambúrgueres e tacos mexicanos. Já Iva e Raul Videira abriram o Maria Palito, que inova nos crepes em palito, recheados com caramelo, marmelada e queijo, banana e chocolate (€3), nas galettes salgadas feitas com trigo-sarraceno e gelados artesanais. Dentro de dias, abrirá também o Oreggin, o projeto de cozinha saudável de Cláudia Pina Rebelo, “com produtos frescos, não processados”, numa carta em que o ovo será a única proteína animal.

Para preparar a abertura do Japo no Tasty District, Ruy Leão fez uma viagem de 20 dias ao Japão, na qual provou a comida quente de rua. “Comia como um louco, em média, três ramen por dia”, conta

Para preparar a abertura do Japo no Tasty District, Ruy Leão fez uma viagem de 20 dias ao Japão, na qual provou a comida quente de rua. “Comia como um louco, em média, três ramen por dia”, conta

Lucília Monteiro

Tasty District > R. Augusto Rosa, 39, Porto > T. 96 614 1784 > seg-qui 12h-24h, sex-sáb 12h-2h