Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Dona Isilda: Mesa farta e saborosa

Comer e beber

Grande variedade de pratos bem cozinhados e apresentados num bufete com sabores genuinamente caseiros. A opinião do crítico gastronómico da VISÃO Se7e, Manuel Gonçalves da Silva, sobre o restaurante Dona Isilda, em Palmela

O enorme bufete está repleto de coisas apetecíveis e em tudo o que se provou ressaltou a qualidade dos produtos e da culinária

O enorme bufete está repleto de coisas apetecíveis e em tudo o que se provou ressaltou a qualidade dos produtos e da culinária

Mário João

O restaurante está bem localizado e sinalizado, à saída de Palmela para Azeitão, na beira da estrada, onde se veem, primeiro a indicação: Dona Isilda, e logo a seguir, num camo de relva, jardim e arvoredo, o próprio edifício, em tons de rosa e branco. É um lugar tranquilo e agradável com acesso fácil. À entrada do restaurante, num espaço aberto com um balcão comprido que é simultaneamente receção e bar, dizem-nos o que há para comer – e que é muito, diversificado e bom, em sistema de bufete -, e oferecem-nos um Moscatel, em jeito de boas-vindas. Dali passamos à sala de refeições espaçosa e cheia de luz natural com mesas e cadeiras confortáveis, atoalhados brancos e bons copos.

O enorme bufete está repleto de coisas apetecíveis: a mesa de queijos certificados tem uma seleção do melhor que há a nível nacional: Azeitão, Serra, Serpa, Nisa, Castelo Branco, incluindo o picante, Ilha de S. Jorge, Alcains, Évora e, ainda, queijo de cabra, queijo saloio e requeijão, além de manteiga de ovelha; a mesa de enchidos caseiros, que está ao lado, ostenta presunto laminado, lombinho fumado, salpicão, salpicão do cachaço, chouriço, paiola alentejana, pá fumada, chouriço de carne, morcela, morcela de arroz, chouriço mouro, cacholeira, alheira e farinheira.

Com isto e um bom vinho, que também não falta, já se compunha uma boa refeição, mas há muito mais: a mesa de pratos frios apresenta peixinhos da horta, pataniscas e pastéis de bacalhau, croquetes de caça, empadas de perdiz, cogumelos frescos recheados com queijo de Azeitão e outros petiscos tentadores; a mesa de saladas tem 20 opções frescas e saborosas; a mesa dos pratos quentes revela outras 20 sugestões, como a sopa da pedra, a sopa de cação, a açorda de marisco (feita com gambas), o bacalhau espiritual, o bacalhau com espinafres, o arroz de pato e o empadão de perdiz.

Boa doçaria tradicional. Em tudo o que se provou, e não foi pouco, ressaltou a qualidade dos produtos e da culinária, nos pratos cozinhados, bem como da apresentação. Garrafeira selecionada com um bom vinho regional incluído no preço da refeição (€ 20).

A mesa dos pratos quentes tem várias sugestões, entre elas a açorda de marisco

A mesa dos pratos quentes tem várias sugestões, entre elas a açorda de marisco

Mário João

Dona Isilda > R. da Serrinha, São Brás, Palmela > T. 21 233 3255 > seg, qua-dom 12h30-16h, 19h30-24h > €20 (preço médio)