Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Luminosa by Furnas: Frescura do mar

Comer e beber

A antiga marisqueira de Lisboa rejuvenesceu e melhorou o aspeto, o conforto e a gastronomia, que é mais diversificada e atual. A opinião do crítico gastronómico da VISÃO Se7e, Manuel Gonçalves da Silva, sobre a Luminosa, na Avenida Almirante Reis

Marcos Borga

As referências contidas no nome são de duas marisqueiras, a popular Luminosa, na Avenida Almirante Reis, entre a Praça do Chile e a Alameda D. Afonso Henriques, por alturas do Mercado de Arroios, e o restaurante Esplanada Furnas, na Ericeira. Chama-se assim porque ocupa as instalações da Luminosa, que foram totalmente remodeladas, e pertence, agora, à mesma empresa da Esplanada Furnas. O restaurante está muito acolhedor, com as salas cheias de luz natural, uma no rés do chão, tendo a cozinha, as montras de peixes, de mariscos, de carnes, e a garrafeira, à vista; outra no mezanino; e a terceira voltada para as traseiras. A decoração dir-se-ia moderna e discreta, não fora a instalação metálica em forma de peixe que paira na entrada, ao nível do mezanino. O ambiente é informal e agradável.

A ementa dá primazia aos peixes, que vêm da Ericeira, e aos mariscos, quase todos da costa, mas também dedica um apreciável capítulo às carnes, com a barrosã e a mirandesa em destaque (inclui, ainda, quatro pratos “do dia” com sabores portugueses e preços acessíveis, entre os sete euros dos rissóis de peixe com arroz primavera e os 12 da caldeirada de cabrito, da muamba de galinha e do cozido à portuguesa). Para entrada, dificilmente se foge ao marisco, sejam as clássicas amêijoas à Bulhão Pato, os invulgares “rabinhos de lagostim à la plancha” ou as sempre apetecíveis vieiras gratinadas na concha, seja a sopa rica do mar, com saborosos pedaços de crustáceos e de peixe num creme de marisco voluptuoso. Continuando no marisco, impõem-se as traineiras; a pequena (€55) com búzios, canilhas, perceves, gambas da costa, camarão de Moçambique e sapateira; e a grande, que dá para quatro ou cinco pessoas (€75) com mais quantidade e variedade de mariscos, como a lagosta e as ostras. Escolhe-se o peixe – robalo, dourada, pregado, imperador e outros, conforme o mar dá –, vê-se amanhar e grelhar, querendo, e saboreia-se com prazer: é excelente. O mesmo se diga dos bifes e dos nacos de vitela barrosã e mirandesa, que exaltam as virtudes da carne, sejam grelhados sejam servidos na pedra, embora os mais pedidos sejam os bifes e nacos da vazia, também bons e mais baratos. Sobremesas agradáveis, como a tarte de maçã, feita na casa. Garrafeira adequada. Salta à vista a qualidade dos produtos e a vontade de fazer bem, inclusive no serviço de sala diligente e simpático.

Na ementa, destacam-se os peixes, que vêm da Ericeira, e os mariscos, quase todos da costa

Na ementa, destacam-se os peixes, que vêm da Ericeira, e os mariscos, quase todos da costa

Luminosa > Av. Almirante Reis, 166 C, Lisboa > T. 21 847 8342 e 93 289 6443 > seg-dom 12h-24h > €25 (preço médio)