Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Sete buffets para os almoços de domingo em família

Comer e beber

Mesa farta e a família reunida – assim se querem os almoços de domingo. Aqui ficam sete sugestões de buffets onde pode juntar crianças, pais, avós, tios e primos, para se deixar estar sem pressas

O buffet de domingo do restaurante Porto Novo, no Sheraton Porto Hotel & Spa, está prestes a fazer dez anos

O buffet de domingo do restaurante Porto Novo, no Sheraton Porto Hotel & Spa, está prestes a fazer dez anos

PORTO

Porto Novo

É longa a tradição no Porto Novo, de reunir a família à volta da mesa aos almoços de domingo. Prestes a fazer dez anos, este buffet de domingo do restaurante do Sheraton Porto Hotel & Spa têm sido uma aposta ganha, com uma lista de fiéis que ali se reúnem como se estivessem em casa. Joana Almeida, diretora da unidade hoteleira de cinco estrelas, justifica o êxito com “o ambiente familiar onde as várias gerações se cruzam e crescem”, fazendo desta sala “um ponto de encontro aos domingos” – onde não falta sequer o Palhaço Pico para entreter as crianças, enquanto os adultos almoçam descansados. A ementa varia a cada semana, de acordo com os produtos da época. Garantido é o desfilar de iguarias regionais preparadas com todo o cuidado pelo chefe de cozinha Ilídio Barbosa. Nas saladas e entradas, difícil será escolher entre o polvo com vinagrete, o feijão-frade com molho verde, o bacalhau com grão, o requeijão marinado com azeitonas, as conservas portugueses servidas em broa de milho, o peixe marinado à moda da Apúlia, a seleção de carnes frias, pataniscas de bacalhau e, entre outras sugestões, também a sapateira e o camarão. Nos pratos principais, há, entre outras opções, perna de borrego assada no forno a lenha, lombo de porco ibérico recheado com morcela, bacalhau à lagareiro, arroz malandrinho de polvo e coentros. Nas sobremesas do chefe, vale a pena provar o arroz-doce, as farófias com creme de ovos, o pão-de-ló, o bolo de frutos vermelhos, a tarte de frutas frescas, além da fruta laminada e da tábua de queijos com compota.

Sheraton Porto Hotel & Spa > R. Tenente Valadim, 146, Porto > T. 22 040 4000 > dom 13h-15h > €32,50/pessoa; 0-10 anos grátis, 11-12 anos 50% desconto

As mesas do Restaurante do Lago estão sempre postas com um buffet de saladas simples e compostas

As mesas do Restaurante do Lago estão sempre postas com um buffet de saladas simples e compostas

AVEIRO

Restaurante do Lago

Com vista para a ria de Aveiro, este almoço de domingo tem conquistado adeptos desde que nasceu há 10 anos, tantos quantos tem o quatro estrelas Meliá Ria Hotel & Spa. As mesas do Restaurante do Lago estão sempre postas com um buffet de saladas simples e compostas (onde se inclui camarão cozido e o tradicional leitão assado à moda da Bairrada). Há uma sopa do dia, que pode variar entre a de peixes e mariscos, canjinha de galinha com ovos de codorniz ou creme de espinafres com grão. O buffet inclui um prato de carne, sugerido pelo chefe de cozinha Daniel Matias, como o arroz de pato à moda antiga, a vitela estufada com cogumelos frescos ou com enchidos tradicionais, o lombo de porco com ameixas ou os bifinhos de novilho à portuguesa, e um outro de peixe. Neste caso, os mais habituais são o bacalhau gratinado com espinafres e camarão, os lombos de dourada braseados com ervas aromáticas e tomate cherry e o arroz de peixe à beira mar. No final da refeição, ainda pode pegar na família e partir à descoberta dos canais da ria numa viagem de moliceiro, que atraca junto ao hotel.

Meliá Ria Hotel & Spa > Cais da Fonte Nova, Lote 5, Aveiro > T. 234 401 000 > dom 13h-15h30 > €21/pessoa (bebidas não incluídas), 0-4 anos grátis, 5-12 anos 50%

VISEU

Restaurante Montebelo

O menu de almoço domingueiro vai variando, mas inclui sempre um conjunto de sabores variados para todos os gostos. Na mesa de entradas, existe sapateira recheada, camarão panado com panko, salmão em caldo aromático, lulas crocantes, carpaccio de novilho, peito de pato com laranja, presunto ibérico, saladas simples e compostas. Além de uma sopa, haverá sempre dois pratos de peixe, dois de carne e um vegetariano. O próximo domingo, 12, por exemplo, é dia de bacalhau com broa e coentros, caril de frutos do mar e gengibre, cabrito assado à Montebelo, lombinhos de porco à Quinta do Bosque, leitão à Montebelo e buffet de doces e frutas tradicionais da região das Beiras.

Montebelo Viseu Congress Hotel > Urbanização Quinta do Bosque, Viseu > T. 232 420 000 > dom 12h30-15h > €22,50/pessoa (bebidas não incluídas), 4-10 anos 50%

No restaurante O Jardim, o chefe de cozinha José Pinto aposta em produtos regionais para uma refeição que se quer mais demorada

No restaurante O Jardim, o chefe de cozinha José Pinto aposta em produtos regionais para uma refeição que se quer mais demorada

VILA NOVA DE GAIA

O Jardim

Há 28 anos que o restaurante O Jardim serve um buffet regional a pensar nas famílias que se reúnem à mesa, sobretudo, aos domingos. O chefe José Pinto, que gere a cozinha do restaurante, inserido neste hotel de cinco estrelas com vista para o mar, aposta em produtos regionais para uma refeição que se quer mais demorada. O cozido à portuguesa e o respetivo arroz do cozido, as tripas à moda do Porto, o cabrito assado, os petiscos servidos nos tachinhos, a feijoada de chocos, o polvo à bordalesa, os bifinhos de atum em pão de centeio e a costela mendinha assada à padeiro fazem parte da maioria dos buffets, cuja ementa pode ir variando de domingo para domingo. À sobremesa, é certo que encontrará o pão-de-ló de Ovar, os pastéis de nata e o leite-creme.

Hotel Solverde Spa & Wellness > Av. da Liberdade, 212, S. Félix da Marinha, Vila Nova de Gaia > T. 22 733 8030 > dom 13h30-15h > €29/pessoa (bebidas não incluídas), <2 anos grátis, 3-12 anos 50 % desconto

“Chegamos a ter clientes na sala do buffet até ao final da tarde”, conta Justa Nobre

“Chegamos a ter clientes na sala do buffet até ao final da tarde”, conta Justa Nobre

Nelson Mateus

LISBOA

O Nobre

Em meados de setembro, assim que o tempo começa arrefecer, o buffet do famoso cozido à portuguesa da chefe de cozinha Justa Nobre regressa ao restaurante O Nobre, em Lisboa. “Há oito anos que o faço, sempre ao domingo, no dia das famílias. Normalmente começamos a servi-lo antes das 13 horas, mas por vezes às 16 horas ainda há uma fila de pessoas para almoçar. Chegamos a ter clientes na sala até ao final da tarde”, conta Justa Nobre. O êxito é justificado pela variedade e riqueza do cozido que tem, muitas vezes, vitela maronesa ou de raça cachena, originária do Alto Minho, entrecosto de porco bísaro, rabinho e orelha de porco, frango do campo, entre outras carnes. Já as morcelas de arroz, os chouriços de carne e as farinheiras chegam da região da Beira. No buffet há ainda uma boa seleção de couves (portuguesa, coração e lombardo), batata normal e doce, feijão branco, entre outros ingredientes. “É um cozido variado e que não é barato, talvez seja um dos mais caros de Lisboa, mas nele só ponho produtos de qualidade”, resume a chefe de cozinha. Quando acabar o inverno virá outro buffet dedicado aos bacalhaus.

Av. Sacadura Cabral, 53B, Lisboa > T. 21 797 0760 > seg-dom 12h30-15h, 19h30-23h > €23,80, 8-14 anos, €16,80, 8 anos grátis

Aos fins de semana ou durante a semana, há buffet no Sabor Mineiro

Aos fins de semana ou durante a semana, há buffet no Sabor Mineiro

José Caria

Sabor Mineiro

O almoço de domingo no Sabor Mineiro é o mais concorrido neste restaurante especializado em rodízio brasileiro, seja em Lisboa ou na Charneca de Caparica. A ementa tem por base o buffet (não inclui o rodízio de carnes), bastante rico e variado, e muito procurado ao fim-de-semana e durante a semana. Nas várias mesas, há de tudo um pouco: salada de grão, beringela frita, carne de porco aletejana, bacalhau com natas, farofa, feijão preto e banana frita, entre outras sugestões. Quem quiser provar a feijoada à brasileira, deve reservar mesa à quarta e ao sábado; se a preferência for para o cozido, o dia certo é a quinta-feira. Os jantares durante a semana e as duas refeições aos fins de semana são animadas por música ao vivo.

Av. José Malhoa, 16, Lisboa > T. 21 726 9218 > seg-dom 12h-15h30, 19h-23h > R. Elias Garcia, 992, Palhais, Charneca de Caparica > T. 21 297 3407 > seg-dom 12h-15h30, 19h-23h > seg-sex almoços €7,90 (buffet de quentes e frios), jantar e aos fins de semana €12,50

No terraço do restaurante Terra há 50 lugares bastante concorridos para o buffet dos fins de semana

No terraço do restaurante Terra há 50 lugares bastante concorridos para o buffet dos fins de semana

Terra

Será o primeiro buffet vegetariano de Lisboa, este do restaurante Terra, muito perto do Jardim do Príncipe Real, aberto num prédio oitocentista que esconde nas traseiras um bonito terraço. Apesar de servir todos dias da semana, ao almoço e jantar, em regime buffet, é aos fins de semana que se veem mais famílias. “O domingo é o dia da família, está sempre cheio”, confirma João Viana, chefe de sala do Terra, que já ali viu muitos carnívoros ficarem rendidos às sugestões vegetarianas preparadas pelo chefe de cozinha e proprietário Luciano Cruz. A ementa inclui muitos pratos tradicionais portugueses, confecionados em versão vegetariana: seitan à Brás, cogumelos à Bulhão Pato (pleurotus, de origem biológica), tofu com castanhas. Há, ainda, lasanha de espinafres e feijoada (sem carnes, claro), só para dar mais dois exemplos. Para sobremesa, a fruta está sempre presente e, dependendo dos dias, pode haver crumble da avó (com maçã), tiramisu e bolo de chocolate (sem farinha) com creme fraîche e frutos vermelhos.

R. da Palmeira, 15, Lisboa > T. 21 342 1407 > ter-dom 12h30-15h, 19h-24h > ter-sex almoço €12,50 (inclui bebidas e sobremesa), jantar ter-sex e fim de semana €15,90 (não inclui bebidas e sobremesa)