Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Casa das Bôlas: De Lamego para o Porto

Comer e beber

As autênticas e originais bôlas, feitas com massa de pão e textura folhada, servem-se agora no Porto, ao balcão da Casa das Bôlas, mesmo ao lado da Casa da Música. Com ou sem espumante

Ao lado da Casa da Música, em frente à rotunda da Boavista, encontra-se a nova Casa das Bôlas de Lamego

Ao lado da Casa da Música, em frente à rotunda da Boavista, encontra-se a nova Casa das Bôlas de Lamego

Rui Duarte Silva

Agradeça-se a Guilhermina Pereira e às suas irmãs já não ser necessário rumar ao Douro para comer as bôlas feitas com massa de pão e de textura folhada. No Porto, junto à Casa da Música, abriram a Casa das Bôlas, que as recebe diariamente, vindas de Lamego, da Pastelaria da Sé, fundada pelo seu pai, Álvaro Guedes Pereira, em 1966. É na nova loja que agora se comem, à fatia, acompanhadas por uma taça de espumante – uma ligação “obrigatória”, garante Guilhermina Pereira.

É uma taça de espumante e uma fatia de bôla, por favor

É uma taça de espumante e uma fatia de bôla, por favor

Rui Duarte Silva

Na Casa das Bôlas, não existe serviço à mesa, mas nem é necessário. E, embora haja serviço de cafetaria, “a ideia aqui é muito a de levar para casa”, sublinha Guilhermina. As iguarias, salgadas ou doces, aguardam os clientes, alinhadas em vitrinas e na velhinha masseira de madeira. À tradicional bôla de carne em vinha d'alhos e de presunto e fiambre, sempre as primeiras a esgotar, há outras com recheios de frango, sardinha, bacalhau e, o mais recente, vegetariano, todas para comprar à fatia, metade ou inteira (€1,60 a €15). Não faltam também os doces conventuais, como os peixinhos de chila, lusitanos, sidónios e alvarinhos. Uma tentação.

Casa das Bôlas > Av. da Boavista, 577, Porto > T. 22 013 5211 > seg-dom 10h30-19h30

Rui Duarte Silva