Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

AMMAR, um restaurante com um delicioso modo de amar

Comer e beber

  • 333

O AMMAR, em Matosinhos, é um restaurante com ar de casa de praia, alguma criatividade e muita entrega à gastronomia

O Ammar tem duas salas com os tons verde e azul da decoração a recordar um refúgio de praia

O Ammar tem duas salas com os tons verde e azul da decoração a recordar um refúgio de praia

Rui Duarte Silva

Confecionam todos os pratos com carinho, dando tempo aos tachos para envolver os ingredientes em caldos bem apaladados. No restaurante Ammar, inaugurado em finais de julho em Leça da Palmeira, Matilde e Pedro Silva espelham a sua dedicação à gastronomia. Deixaram o Nova Tendinha (também em Leça), onde se fizeram notar com a recriação de pratos tradicionais portugueses ou de cozinha clássica com apresentação surpreendente. Ao ponto de o proprietário desta moradia fronteira à marginal, de vista aberta para o mar, lhes ter proposto outros voos. “Não estava à procura, foi obra do destino”, conta Matilde.

Rodeada por condomínios modernos, a casa exibe agora um pormenor inusitado: construída pela Peach Concept, uma esfera branca de fibra de vidro, colocada num plano superior, funciona como sala privada do restaurante, com capacidade para sete pessoas (o aluguer é de €45). O interior, de tecido azul aveludado, imita uma descida às profundezas do oceano que se avista da janela. O Ammar tem ainda duas salas mais clássicas, com os tons verde e azul da decoração a recordar um refúgio de praia, além de uma esplanada com paredes e tetos amovíveis.

Rui Duarte Silva

O restaurante abre apenas às 15 horas (exceto ao domingo) e mantém-se em funcionamento até depois da meia-noite. “Sempre quis ter um restaurante onde se pudesse comer sem o constrangimento das horas”, explica Matilde. Durante a tarde, servem snacks e refeições simples, como pastas frescas, saladas e hambúrgueres. Para acompanhar, um dos 30 cocktails (clássicos e de autor) e dez gins. Ao jantar, mantiveram uma carta curta, onde se destacam o caldoso de marisco (€36,50), a espetada do mar (€17,50), o rabo de boi com arroz arbóreo (€29,50) ou a sobremesa Ammagnum (€7,50), a lembrar o célebre gelado. Porque a criatividade não pode falhar.

A sala privada do AMMAR dá para sete pessoas e é uma esfera branca em fibra de vidro, forrada com um tecido azul aveludado, imita uma descida às profundezas do oceano que se avista da janela

A sala privada do AMMAR dá para sete pessoas e é uma esfera branca em fibra de vidro, forrada com um tecido azul aveludado, imita uma descida às profundezas do oceano que se avista da janela

Rui Duarte Silva

AMMAR > R. de Fuzelhas, 5, Leça da Palmeira > T. 22 995 8241 > ter-sáb 15h-00h30, dom 12h-18h30