Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Uma experiência de faca, garfo e copo no Rio Maravilha

Comer e beber

Mário João

No novo restaurante Rio Maravilha, num quarto andar da LX Factory virado para o Tejo, em Lisboa, Diogo Noronha combina diversos pratos com cocktails de autor

O novo restaurante Rio Maravilha, fica num quarto andar da LX Factory, em Lisboa, virado para o Tejo
1 / 10

O novo restaurante Rio Maravilha, fica num quarto andar da LX Factory, em Lisboa, virado para o Tejo

Mário João

2 / 10

Mário João

Diogo Noronha, 36 anos, não abdica dos ingredientes da estação, agora combinados com cocktails de autor
3 / 10

Diogo Noronha, 36 anos, não abdica dos ingredientes da estação, agora combinados com cocktails de autor

Mário João

A equipa da cozinha, liderada por Diogo Noronha, não guarda segredos: trabalha à vista de todos
4 / 10

A equipa da cozinha, liderada por Diogo Noronha, não guarda segredos: trabalha à vista de todos

Mário João

5 / 10

Mário João

Fernão Gonçalves, 25 anos, é bartender há nove e assina a carta de cocktails do Rio Maravilha
6 / 10

Fernão Gonçalves, 25 anos, é bartender há nove e assina a carta de cocktails do Rio Maravilha

Mário João

Crocante de polenta recheado com queijo. O frito e a gordura são cortados por um refrescante rum fizz feito com beterraba, gengibre e mel
7 / 10

Crocante de polenta recheado com queijo. O frito e a gordura são cortados por um refrescante rum fizz feito com beterraba, gengibre e mel

Mário João

O ovo cozido a baixa temperatura com pancetta ibérica, marmelada, mousse de queijo e farofa de parmesão combina na perfeição com um rum sour feito num copo fumado com canela, sumo de limão e sumo de laranja, clara de ovo, mel e lima desidratada
8 / 10

O ovo cozido a baixa temperatura com pancetta ibérica, marmelada, mousse de queijo e farofa de parmesão combina na perfeição com um rum sour feito num copo fumado com canela, sumo de limão e sumo de laranja, clara de ovo, mel e lima desidratada

Mário João

Filete de polvo com migas de azeitona e escalivada, uma mistura de cebolas e pimentos assados na brasa
9 / 10

Filete de polvo com migas de azeitona e escalivada, uma mistura de cebolas e pimentos assados na brasa

Mário João

Gambas na brasa, com crocante de pele de frango e sagu (tapioca) de frango
10 / 10

Gambas na brasa, com crocante de pele de frango e sagu (tapioca) de frango

Mário João

Acompanhar uma sopa de cozido com um whisky sour? Sim, sim, não duvide. Um ovo cozido a baixa temperatura com creme de queijo e pancetta ibérica com um cocktail clássico de rum? Absolutamente original e delicioso. Gambas na brasa com crocante e tapioca de frango com cerveja artesanal? Uma opção a lembrar a praia. Esta é uma curta amostra do que se encontra no novo Rio Maravilha, restaurante inaugurado esta quinta, 22, na LX Factory, em Lisboa, pelo chefe Diogo Noronha, 36 anos, o mesmo da Casa de Pasto, no Cais do Sodré, e de todos os outros projetos do grupo Mainside (LX Factory, Pensão Amor e Vinharia). Onde em tempos funcionou a discoteca Lollipop abre agora uma "sala de convívio" com uma filosofia de gastrobar assente na combinação dos cocktails de autor com as diversas categorias dos pratos. Depois das harmonizações com vinhos e com gins é a vez de casar a comida com os cocktails, “uma tendência de há muitos anos em cidades com uma cultura de pub como Londres ou Nova Iorque, que começa a ganhar terreno em Portugal”, diz Diogo Noronha. O bartender Fernão Gonçalves, 25 anos, assina a criação de uma dezena de bebidas originais e sempre que os clientes o desafiarem inventará outras no momento. “A experiência de bar e de restauração está totalmente unida e ao mesmo nível”, assegura o chefe.
Na cozinha de Diogo Noronha só entram ingredientes da estação. Neste início de outono haverá tubérculos, cogumelos, couves, abóbora e muitos assados na brasa. “Dou importância ao mundo vegetal. A proteína nem sempre é o principal”, acrescenta o chefe de Rio Maravilha, instalado num amplo quarto andar de 600 metros quadrados envidraçados e debruçados sobre o rio Tejo. De frente para a Ponte 25 de Abril e para o Cristo-Rei, na antiga sala de convívio dos trabalhadores da Companhia de Fiação Lisbonense, há mesas com projeções multimédia e tampos de mesas com jogos de tabuleiro da velhinha Majora. Porque conviver é obrigatório.

Rio Maravilha

R. Rodrigues Faria, 103, Ed. I, Entrada 3, 4.º, Lisboa > T. 96 602 8229 > 12h-2h (exceto dom jantar, seg, ter almoço) > €27 (preço médio)