Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Água e luz

Visão Se7e

  • 333

A monumental fonte luminosa da Alameda D. Afonso Henriques voltou a brilhar

Desde a sua construção, em 1940, que esta fonte se tornou parte integrante da paisagem lisboeta. Nos primeiros tempos, chamaram-lhe oficialmente Fonte Monumental da Alameda D. Afonso Henriques, mas a partir de 28 de maio de 1948, o povo passou a tratá-la pelo nome por que continua hoje conhecida: Fonte Luminosa.

Agora, após obras de melhoramentos no valor de cerca de 1,3 milhões de euros, foi devolvida ainda mais bonita aos lisboetas e turistas. A alteração e instalação de novos sistemas hidráulicos e elétricos tiveram como principal objetivo a poupança de energia, mas foi igualmente necessário proceder à sua limpeza, selar as fissuras, restaurar o conjunto escultórico da autoria de Maximiano Alves, Diogo de Macedo e Jorge Barradas, entre outras reparações.

São três os períodos do dia em que ela vai funcionar em toda a sua plenitude e beleza: à hora de almoço, ao final da tarde (pelas 18 horas) e nas primeiras horas da noite. O convite fica feito.