Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Somos o que comemos. E o que comemos está a matar-nos

Sociedade

A má alimentação mata mais do que o tabaco, o álcool ou o consumo de drogas. Sabe quanto açúcar e quanto sal põe, diariamente, no prato dos seus filhos? A Grande Reportagem Interativa da SIC para digerir e mudar hábitos

CLIQUE PARA VER GRANDE REPORTAGEM INTERATIVA DA SIC:

Somos o que comemos 

ENTREVISTAS:

"O açúcar é o maior veneno que damos às crianças"

"A prevenção da diabetes, do cancro ou das doenças cardiovasculares começa na barriga da mãe"



Na receita da má alimentação, o açúcar é um ingrediente que ganhou peso. Usado pela indústria alimentar para intensificar sabores e prolongar prazos de validade, muito desse açúcar é invisível para os consumidores.

Crianças e adolescentes estão particularmente expostos. A maioria dos produtos destinados a crianças é especialmente açucarada e muitos pais desconhecem a quantidade de açúcar - e de sal - presente nos produtos de consumo diário.

Os reflexos na saúde são alarmantes: doenças como diabetes, hipertensão, colesterol elevado e obesidade - antes associadas a adultos e idosos - são cada vez mais frequentes nas consultas de pediatria.

A incidência de diabetes tipo 2 aumentou 80 % na última década em Portugal. Há 160 novos casos de diabetes por dia.

Quase metade dos portugueses sofre de hipertensão. Morrem 33 pessoas por dia vítimas de AVC em Portugal.

60% da população tem peso a mais: 2 milhões de portugueses sofrem de obesidade. Mais de 4 milhões são pré-obesos.

Os custos destas doenças, quase sempre preveníveis, estão a asfixiar o Serviço Nacional de Saúde. Mas o investimento em prevenção é residual.

Médicos, nutricionistas, investigadores, professores, pais e filhos mostram-lhe também, na Grande Reportagem SIC, como está nas mãos de cada cidadão prevenir a doença e melhorar a sua própria saúde.

 

  • A Grande Reportagem foi para o ar no Jornal da Noite de 2 de 2bril e está disponível aqui, e nos sites da SIC Notícias, Expresso, e ACTIVA em versão interactiva, com conteúdos extra exclusivos