Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Queluz: Uma das vítimas já tinha sido ameaçada e andava com guarda-costas

Sociedade

  • 333

Uma das vítimas do triplo homicídio que ocorreu esta manhã em Queluz (Amadora) já tinha sido ameaçada de morte pelo suspeito do crime e andava há cerca de um ano com um segurança privado, segundo fonte da PSP. Uma desavença familiar estará na origem do caso. VEJA O VÍDEO

"Há cerca de um ano houve uma chamada feita para a polícia, de uma senhora que hoje morreu, a dizer que andava a ser ameaçada de morte com arma pelo suspeito", contou fonte da PSP à Lusa.

De acordo com a mesma fonte, "nesse dia, a polícia foi à zona, conseguiu encontrar o suspeito, revistou o carro, o suspeito autorizou também uma busca à casa e não foi encontrada arma nenhuma".

A fonte disse ainda que as "ameaças a esta senhora tiveram início há cerca de dois anos", tendo a vítima contratado um segurança privado "que a acompanhava sempre há cerca de um ano" e que acabou também por ser uma das vítimas mortais. As outras duas são mãe e filha.