Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Queirós quer mais brasileiros na selecção

Sociedade

Depois de Deco, Pépe e da hipótese de Liedson, mais dois brasileiros podem vestir a camisola das quinas. Os gémeos Fábio e Rafael, do Manchester United, garantem que o seleccionador os quer convencer a jogar por Portugal. COMENTE

A polémica em torno da utilização de jogadores brasileiros na selecção portuguesa de futebol está longe de acabar. Primeiro foi Deco e, depois, Pépe, que passaram a ser chamados à equipa nacional, durante o "mandato" de Luiz Felipe Scolari. Com a saída deste e chegada de Carlos Queirós, começou a falar-se da hipótese de, também Liedson passar a vestir a camisola das quinas. Afinal, tal como os dois anteriores, também ele já jogou em Portugal o tempo suficiente para adquirir a dupla nacionalidade e nunca foi opção para os seleccionadores brasileiros. O caso, agora, é diferente. Os gémeos Rafael e Fábio da Silva têm apenas 18 anos, já brilharam nos escalões de formação da selecção brasileira e nunca jogaram em Portugal. Mas o facto de terem passaporte português permite, de acordo com as regras da FIFA, que, até aos 21 anos, possam escolher a nacionalidade e, se quiserem, passarem a ser opção para equipa de Portugal. Conhecedor da qualidade destes dois defesas, com quem trabalhou no Manchester United - e terá eventualmente sido o responsável pelas suas contratações - Carlos Queirós estará a fazer tudo ao seu alcance para convencer Fábio e Rafael a renunciar à equipa do Brasil. Quem o garante são os próprios jogadores, este domingo, em declarações ao site brasileiro globoesporte.com. "Ele trabalhou com a gente, gosta muito de mim e do Rafael e liga toda hora. Ele quer muito que a gente vá jogar por Portugal", conta Fábio ao enviado especial da Globo a Manchester, Adilson Barros, que explica, na sua reportagem, o plano do seleccionador português, eventualmente para evitar polémicas como as que se deram aquando das entradas de Deco e Pépe: "A princípio, a ideia de Queirós era que os garotos defendessem, primeiro, a selecção sub-23 de Portugal. Como uma espécie de estágio antes de serem aproveitados para a equipa principal." "Depois, ele mudou e disse que seriam só uns dois jogos na sub-23 e que já iríamos directamente para a equipa de cima. Mas não tem nada decidido", conclui Fábio. Ao que parece, nenhum dos gémeos está, para já, convencido a trocar a canarinha pelas quinas: "Eu ainda penso na selecção brasileira. Sou jovem e ainda tenho muito o que mostrar" comenta Rafael, que é titular no lado direito da defesa dos Red Devils. "Todo garoto sonha em jogar com a amarelinha, disputar uma Copa do Mundo. Prefiro esperar um pouco", explica, por seu lado, Fábio, que joga na posição de lateral-esquerdo.