Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Polícia inglesa acredita que mãe de Maddie não apanhou sequestrador 'por momentos'

Sociedade

  • 333

As autoridades britânicas acreditam que um homem visto a transportar nos braços uma criança de pijama por volta das 22h00 do dia 3 de maio de 2007 é o sequestrador de Madeleine McCann. A mãe, Kate, esteve prestes a cruzar-se com ele

A noite de segunda-feira ficou marcada pela transmissão do programa CrimeWatch, na BBC, em que a polícia revelou os novos desenvolvimentos no caso da menina desaparecida no Algarve. Um deles é a convicção de que o sequestrador é um homem visto a transportar nos braços uma criança de pijama, pouco depois do desaparecimento de Maddie.

O avistamento deste suspeito, antes desvalorizado pela investigação, aconteceu praticamente ao mesmo tempo que Kate McCann se deslocou ao apartamento onde os três filhos estariam a dormir.

A nova teoria implica que Madeleine tenha sido raptada mais tarde do que inicialmente se pensou.

Durante seis anos, as autoridades basearam-se no testemunho de Jane Tanner, uma amiga da família McCann, que tinha descrito um homem de cabelo liso escuro, casaco castanho e calças bege e a transportar nos braços uma criança de pijama, às 21:15 horas da noite do desaparecimento, a 03 de maio de 2007. A polícia britânica concluiu agora que esse homem não era mais do que um turista, com a própria filha nos braços.