Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Pai Natal suspenso por... dizer que o Pai Natal não existe

Sociedade

  • 333

Um Pai Natal britânico deixou de trabalhar num centro comercial, suspeito de ter dito a três crianças que o homem gordo de barbas brancas e fato vermelho não existia 

O homem estava a trabalhar como Pai Natal no Notcutts Garden Centre, em Oxford, no sul da Inglaterra, quando disse a três irmãos, de dez, sete e seis anos, que não era o verdadeiro Pai Natal, adianta a Agência France Press (AFP).

O pai das crianças, Wendy Kennett, disse ao "Oxford Mail" que o Pai Natal começou por falar sobre o tiroteio que levou ao homicídio de 20 crianças e seis adultos na escola primária Sandy Hook, em Newtown, Connecticut, Estados Unidos.

De acordo com a AFP, uma das crianças relatou o episódio dizendo que o Pai Natal lhes disse: "Bem, existem pessoas más no mundo e as coisas más acontecem, como sucedeu àquelas crianças na América"

A criança de dez anos foi depois deixado sozinha com o homem, mas quase imediatamente correu a gritar: "O Pai Natal disse-me que não é real, apenas existem tu e o pai".

A mãe disse estar "absolutamente furiosa" e ter de lidar com "três crianças banhadas em lágrimas".

O porta-voz do Notcutts Garden Centre confirmou que o homem, freelancer que colaborava com a instituição há dez anos, tinha sido suspenso do trabalho durante a temporada do Natal.

"Ele trabalhava para nós há dez anos, sem qualquer queixa. Vamos sentar-nos com ele e debater o incidente", acrescentou.