Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Os estudos mais estapafúrdios de sempre

Sociedade

  • 333

Uns concluem o óbvio - como "as pessoas gostam mais de beber álcool e fazer sexo do que arrumar a casa ou fazer trabalho comunitário" -, outros são menos previsíveis, mas igualmente "relevantes", como "os jovens que têm smartphones têm mais relações sexuais". Confira o top dos estudos mais bizarros

Investigadores neozelandeses apresentaram na semana passada as conclusões do seu estado, que analisou informação sobre o que as pessoas fazem ao longo do dia e como cada atividade as faz sentir. O psicólogo Carsten Grimm, que liderou a investigação explica que enviou mensagens escritas três vezes ao dia, para cada um dos participantes, tendo obtido uma taxa de resposta de 97 por cento. Sem surpresas, a atividade que proporcionou mais satisfação aos inquiridos foi o sexo, seguida de ir a festas e beber álcool. Participar em atividades religiosas, voluntariado e brincar com crianças ocupam os lugares seguintes no ranking.

Mais surpreendente é o facto de o Facebook surgir quase no fim da lista, atrás de atividades como limpar a casa...

Clique no botão "seguinte" para conferir os restantes estudos ou escolha o que quer ler da lista em baixo)