Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

O homem que mordeu (literalmente) um cão

Sociedade

  • 333

Como ensinam todos os "manuais" de jornalismo, "o homem que mordeu o cão" continua a ser notícia. Neste caso, a "vítima" teve de levar 15 pontos e o "agressor" diz que agiu em auto-defesa

Keith Glaspie, 22 anos, é acusado de morder Maxx, um cão polícia de dois anos, enquanto tentava fugir das autoridades, em Wilmington, Carolina do Norte, EUA.

Para se defenfer da perseguição de Maxx, o suspeito decidiu morder a orelha do animal, provocando-lhe um ferimento significativo que obrigou a 15 pontos. Mas a resposta do cão também não se fez esperar e mordeu Glaspie numa anca que lhe valeram uma passagem pelo hospital antes de ser fechado numa cela.

Segundo a cadeia de televisão norte-americana ABC, o ataque a Maxx deixou a polícia perplexa: "Os nossos cães são agredidos, mas nunca ninguém tinha tentado canibalizar os nossos animais", comentou um agente.

A dentada ao cão junta agressão a um animal à longa lista de acusações a Glaspie e que incluem resistência à detenção e disparos sobre um veículo com pessoas lá dentro.