Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mulher polaca pretende fazer sexo com 100 mil homens e inscrever o nome no Guiness Book

Sociedade

  • 333

Ania Lisewska pretende visitar Portugal na maratona de sexo que está a provocar uma onda de indignação nas redes sociais  

Ania Lisewska, 21 anos, está determinada em viajar por diversas cidades europeias com o objetivo de ter relações sexuais com um total de 100 mil homens.

A notícia divulgada na imprensa de vários países está a motivar indignação nas redes sociais.

A mulher residente na cidade polaca de Varsóvia pretende ver o nome no livro de recordes Guinness Book.

A maratona de sexo tem algumas regras. Os encontros acontecem sempre em hotéis com um segurança presente. Os parceiros são obrigados a tomar um duche antes do ato sexual. A relação com a jovem polaca será gratuita, no entanto, a inscrição custa 9 euros e 30 cêntimos e terá uma duração máxima de 20 minutos.

No site que Ania Lisewska criou para divulgar a iniciativa escreve que "adora fazer sexo, homens e diversão". As regras permitem sexo oral, anal e tradicional. A polaca tem recebido propostas para visitar diferentes países como Portugal, Espanha, Croácia, Inglaterra, o Brasil e o México.    

Para ajudar a financiar as viagens, Ania Lisewska desafia os interessados a depositar um euro via paypal e o país com mais dinheiro angariado será o primeiro a receber a visita da jovem polaca.

Na sua página no Facebook que conta com 17.500 amigos, Ania conta que a maratona de sexo teve início em Varsóvia, no mês passado, e que até ao momento já conseguiu ter relações sexuais com 284 homens. De acordo com a notícia do Huffington Post, a história deixa no ar algumas dúvidas. O reconhecimento oficial da equipa do Guinness World Records, por exemplo, será muito difícil de conseguir. A organização do Guinness Book nunca reconheceu recordes de cariz sexual.