Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ministério Público reabriu inquérito sobre desaparecimento de Maddie

Sociedade

  • 333

O Ministério Público anunciou a reabertura do inquérito, depois de a Polícia Judiciária ter apresentado novos elementos

O Ministério Público anunciou hoje a reabertura do inquérito sobre o desaparecimento da criança inglesa Madeleine McCann, depois de a Polícia Judiciária ter apresentado novos elementos.

Uma nota da Procuradoria Geral da República (PGR) adianta que o Ministério Público (MP) determinou a reabertura do inquérito relativo ao desaparecimento da menor Madeleine McCann, segundo a lei processual penal que diz que "o inquérito só pode ser reaberto se surgirem novos elementos de prova que invalidem os fundamentos invocados pelo MP no despacho de arquivamento" do caso.

A PGR esclarece ainda que a reabertura do inquérito surge na sequência de proposta da PJ e atendendo à "apresentação de novos elementos indiciários que justificam o prosseguimento da investigação".

A nota não esclarece quais os novos elementos de prova recolhidos pela Polícia Judiciária, adiantando apenas que no inquérito a decorrer em Portimão, no Algarve, "foi requerido ao competente Juiz de Instrução Criminal o adiamento do acesso aos autos por prazo objectivamente indispensável à conclusão da investigação, por se entender que se impõe o regime de segredo de justiça".



Foi a 21 de julho de 2008 que o Ministério Público anunciou o arquivamento do inquérito sobre Maddie e o levantamento das condições de arguidos aos pais da criança e a Robert Murat, um britânico que morava no Algarve.



No passado dia 4 de outubro, a Scotland Yard divulgou em Londres que a polícia de investigação criminal portuguesa havia já criado uma equipa com a missão de seguir linhas de investigação coligidas pelas autoridades britânicas, na esteira de uma intervenção direta do primeiro-ministro David Cameron.