Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Michael Rasmussen assume ter-se dopado durante 12 anos

Sociedade

  • 333

Associated Press

O ciclista dinamarquês Michael Rasmussen, que foi despedido da holandesa Rabobank quando estava perto de vencer a Volta a França de 2007, admitiu ter-se dopado durante 12 anos, entre 1998 e 2010, e anunciou o abandono

Em conferência de imprensa, Rasmussen, de 38 anos, disse que contou às autoridades dinamarquesas e internacionais todos os detalhes da sua experiência com o doping e que aceitou uma suspensão de dois anos, mas recorreu a um acordo de confidencialidade para agora não dar mais detalhes.

O ciclista dinamarquês, que até hoje sempre negou ter recorrido ao doping, foi suspenso por dois anos pela União Ciclista Internacional (UCI) por mentir sobre o seu paradeiro antes da edição de 2007 da Volta a França em bicicleta e assim escapar a controlos inopinados.