Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Meteorologistas portugueses pedem reservas quanto às previsões de verão frio

Sociedade

  • 333

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera esclarece que "não tem conhecimento do fundamento técnico científico" que justifica a afirmação que que o "Verão de 2013 será o mais frio dos últimos 200 anos na Europa Ocidental" e pede reservas na análise das previsões a longo prazo

Na sequência da notícia publicada na terça-feira, nos media nacionais e internacionais de que o "Verão de 2013 será o mais frio dos últimos 200 anos na Europa Ocidental", o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu um comunicado em que esclarece não ter "conhecimento do fundamento técnico científico, suporte desta afirmação".

Por outro lado, aconselha prudência na análise dos dados relativos à previsão sazonal. "Nas latitudes médias, em que Portugal se encontra, a previsão sazonal apresenta ainda um baixo grau de confiança, quando comparada com as latitudes tropicais, onde o grau de confiança é maior. Por este motivo, a previsão sazonal deve ser analisada com reservas", considera.

Ainda assim, o IPMA divulga que a mais recente previsão para o trimestre junho, julho e agosto, sugere um cenário para Portugal Continental em que a probabilidade da temperatura média ser inferior ao normal é de 40 a 60 por cento.