Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Menina não para de soluçar desde janeiro

Sociedade

  • 333

Uma  menina britânica de 13 anos não consegue parar de soluçar de 2 em 2 segundos. Um mistério para os médicos esta condição rara e que afecta muito poucas pessoas no mundo.VEJA O VÍDEO

Emily Marsh é uma menina britânica que está a deixar os médicos envoltos num mistério depois de cerca de três meses consecutivos sem parar de soluçar. Tudo começou num dia normal no início de janeiro quando ia para uma aula de matemática. Até agora, não conseguiu parar de soluçar.

Soluça de dois em dois segundos e é uma das muito poucas pessoas no mundo que sofre desta rara condição.

A menina britânica de 13 anos já fez vários exames e já experimentou tratamentos alternativos como hipnose, osteopatia. Ainda assim, os médicos não conseguiram detetar o porquê da insistência do soluço.

Em entrevista à BBC, Emily contou que, além de doloroso, fica exausta depois de um dia inteiro a soluçar. E que já teve de faltar vários dias à escola. Conta também que só quando se encontra num estado de sono profundo é que os soluços acalmam.

O médico Brian Hope explicou à BBC que, "na maioria dos casos, o soluço desaparece sozinho e que, apesar de já durar há mais de 10 semanas e ser angustiante para Emily, o prognóstico é positivo. Provavelmente vai parar quando ela menos esperar".  

O recorde de mais tempo a soluçar pertence a Charles Osborne que acabou por entrar para o livro do Guiness depois de 68 anos a soluçar, entre 1922 até 1990 quando misteriosamente pararam os soluços.