Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mais uma razão para não urinar na piscina

Sociedade

Reuters

Que é pouco higiénico já todos sabíamos. Agora, a Sociedade Química Americana concluiu que a prática pode dar origem a uma mini-arma química

Em média, cada utilizador de uma piscina deixa na água entre a 30 a 80 ml de urina. Um estudo da Sociedade Química Americana concluiu, no entanto, que a mistura do cloro com o ácido úrico pode dar origem a subprodutos de desinfeção, capazes de afetar a saúde humana. 

Entre estes subprodutos está a tricloramina, que pode afetar o sistema respiratório e provocar irritação na pele e os olhos, e o cloreto de cianogénio, que chegou a ser usado como arma química (mas claro que não existe na água de uma piscina cloro e urina suficientes para desencadear este efeito).