Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mais uma acusação de abuso sexual de menores sobre Michael Jackson

Sociedade

  • 333

Wade Robson à saída do tribunal, depois de ter testemunhado em defesa de Michael Jackson, em 2005

Reuters

O coreógrafo Wade Robson, que tinha afirmado em tribunal nunca ter sido abusado sexualmente pela estrela pop, mudou o discurso e apresentou mesmo uma queixa contra Michael Jackson

A alegada vítima garante que sofreu abusos sexuais por parte do cantor, ao longo de sete anos, contrariando o seu próprio depoimento no julgamento da estrela de Thriller, que decorreu em 2005.

A defesa de Michael Jackson classifica a queixa como "ultrajante e patética".

O advogado de Wade Robson, por seu lado, alega, em declarações à AFP, que "Michael Jackson era um monstro e qualquer pessoa o sabe", justificando a mudança de atitude do seu cliente com o "stress e trauma sexual pelo que lhe aconteceu durante sete anos, enquanto era criança". Terá sido um "tratamento intensivo" a permitir agora ao antigo amigo de Michael Jackson avançar com a queixa.

Agora com 30 anos, Wade Robson tornou-se íntimo do cantor quando era criança e passou várias temporadas no Rancho Neverland, no sul da Califórnia. Já trabalhou com Britney Spears e fez parte, como jurado, do programa "So You Think You Can Dance". Em 1991, apareceu como bailarino no teledisco de "Black Or White".

Além de ter sido testemunha chamada da defesa no julgamento de 2005, o coreógrafo também veio a público defender Jackson depois da sua morte, em 2009.