Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mãe que escondeu bebé no porta-bagagens pode ser condenada a 10 anos de prisão

Sociedade

  • 333

A emigrante portuguesa que escondeu a filha recém-nascida na mala do carro arrisca-se a ser condenada a dez anos de prisão efetiva pela privação de cuidados e dissimulação de menores

As autoridades francesas já não estão autorizadas a prestar declarações sobre o caso que tem chocado o país e que foi tornado público pela imprensa nacional no domingo.

O procurador de Brive disse aos jornalistas que a bebé não apresenta "nem o tamanho, nem o peso correspondentes à sua idade", apresentando "um atraso que se manifesta no plano psicológico e psicomotor com atitudes e comportamentos que não correspondem à idade".

A bebé que deve ter entre os 15 e os 24 meses, segundo as autoridades, foi encontrada no porta-bagagens do carro dos pais, esta sexta-feira.

O carro estava a ser reparado numa oficina, quando o mecânico, atraído por alguns gemidos, decidiu abrir a bagageira do carro e encontrou a bebé nua, suja, desidratada e subnutrida, mas sem sinais de maus tratos, deitada em cima de sacos do lixo, ao lado de uma alcofa.

Os funcionários da oficina alertaram de imediato as autoridades e confessaram que já em agosto tinham detetado, vindo da mala do carro, algum mau cheiro, mas nunca suspeitaram. A mãe terá escondido a criança de toda a gente, incluindo do pai.

A portuguesa Rose Marie Cruz de 45 anos e o companheiro Domingos Alves, de 40, apresentaram-se, no domingo, ao juiz de instrução de Brive e foram deixados em liberdade, sob controlo judiciário.

Os vizinhos, em Brive-la- Gaillarde, nunca suspeitaram da existência da bebé, dizendo inclusive que a família recebia frequentemente visitas em casa, apesar de haver quem se lembre de ver o interior do carro muitas vezes tapado com cobertores.

A bebé está hospitalizada, mas fora de perigo. Os pais foram submetidos a exames de ADN que provaram a paternidade da criança.

O casal tem mais três filhos que estão ao cuidado dos serviços de ação social franceses.