Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Jovem condenado a perpétua sorri e faz gesto obsceno em tribunal

Sociedade

  • 333

Reuters

Em 2012, matou três colegas e feriu outros três, na própria escola em Cleveland, EUA. No tribunal, que o condenou a prisão perpétua, o jovem, vestido com uma t-shirt onde se lê "assassino", sorriu e fez um gesto obsceno ao ouvir a sentença. VEJA O VÍDEO E AS FOTOS

Ao chegar ao tribunal, para ouvir a sentença, depois dos homicidios cometidos, T.J Lane chocou toda a gente, quando exibiu a t-shirt que tinha vestida, onde se podia ler "assassino".

Os jovens que morreram na sequência dos disparos na escola Chardon em Cleveland nos Estados Unidos , tinham idades compreendidas entre os 16 e 17 anos. Uma das três vitimas que sobreviveu, ficou paralisada da cintura para baixo.

Ao ouvir a sentença, o juiz referiu que o arguido que se declarou culpado, não demonstrou qualquer arrependimento.

Reuters

O jovem escapou por pouco à condenação de pena de morte. T.J. Lane, tinha 17 anos quando começou o processo e por isso não recebeu a condenação mais pesada.

Quando lhe foi dada a hipótese de falar, o rapaz sorriu e disse: "F....-se todos", finalizando com um gesto obsceno.

Durante as declarações dos familiares das vítimas, T.J Lane limitou-se a ouvir e sorrir. "Isto só confirma aquilo que eu tenho dito sempre, que o homicídio foi um ato frio, calculado e premeditado" disse o promotor James Flaiz.

T.J. Lane, um brilhante aluno da escola Chardon, que estaria prestes inclusive a acabar o liceu mais cedo, começou por se declarar inocente, por doença mental, mas acabou por alterar as suas declarações em Fevereiro deste ano, um ano após o homicídio.

Para o juiz ficou também provado que o adolescente já andava a planear o ataque há muito tempo.